SILAS MALAFAIA “A RAPOSA DA REPÚBLICA”

 

Silas Malafaia se apropria do instrumento da sorte para falar sobre suas convicções. Esta censitária da maçonaria insiste transformar vida cristã em vida pública, tornando-se senhor daqueles que em nome do “direito” querem remodelar a fé em vida própria. De uma refutação teológica manufaturada,  vicia evangélicos a terem o gosto pela especulação. Silas segue sua jornada ambiciosa transformando igrejas em arenas onde reinam as sessões parlamentares, reuniões administrativas, evangelicalismo partidário pelo discurso moralista. O pretenso “”direitos do povo”” que fez a igreja se curvar por miseráveis migalhas, enquanto seus inquisidores se enriquecem à custa maquina eleitoral! Silas não teria a conta de quantas vezes mudou de camisa partidária, ou removeu representes políticos com suas alegações, mesmo assim está seguro. Sabe que o povo não gosta de pensar, principalmente com a mente de Cristo, e no final de tudo irão jogar com o seu jogo sujo!
Certamente tudo poderia ser compreendido na face de Jesus, cujo prerrogativa messiânica nunca utilizou os meios políticos para cumprir sua designação ministerial. De maneira nenhuma dependeu da monarquia davídica, que era um fracasso desde o início, para realizar o propósito redentivo no tocante ao pecador. Assim também seguiu este padrão para os seus apóstolos, os mais próximos de sua obra impecável, que em planos vastos e claros, nunca trataram com princípios políticos os recursos sagrados da Salvação do Senhor. Muito mais fizeram os ministros de Cristo serem falastrões políticos, sindicalistas e papagaios de panfletagens!
Infelizmente me dou conta de que a corrupção no cristianismo não pode ser detida, até que se cumpra tudo o que foi predito por Cristo. Até lá, é necessário que seja manifesto estes ministrantes de ídolos: “os abutres são vistos onde tem carniça!” O povo recusa até os fatos concretos deste esquema, e obedecem cegamente esta doutrina baseada em cálculos (evangelho social). O caso de Eduardo Cunha, suspeito no envolvimento no esquema na Petrobrás, revelado na Lava-Jato, acusado de repassar dinheiro público para a Igreja Assembléia de Deus Ministério Madureira em Campinas (SP), que Silas tanto defendeu, é a prova da natureza desta disposição política. Inclua também a boa vontade deste cínico, quando leva a frente esta ideia de que luta pelos diretos do povo evangélico, incitando a paixão pela República cristã, e o único triunfo de sua doutrina dentro da história evangélica ecoa de acordos milionários dos partidos que apoiou! Quanta ingenuidade achar que todo este serviço é gratuito!

Fato. É completamente verdadeiro que a fé não se origine de imparcialidades como esta, por que ela vem da encarnação de Cristo, o que quer dizer: as verdades da fé são autoritativas na Igreja, e a Igreja deve concebê-las como a Palavra de Deus. O Evangelho não veio da Igreja, mas a Igreja do Evangelho. A autoridade evangélica não poderia repousar sobre o pronunciamento, ou determinação de ministérios, ou governos, mas do que Deus disse!! Se a autoridade for concebida no que “Deus disse” à sua Igreja, e tais discursos forem formulados e incorporados em afirmações que sinalizem o advento da Cruz do Senhor, do seu conteúdo, expressão, essência e forma [do que Deus disse], o objeto da nossa teologia será Cristo (fonte e propósito).

“Sempre guardando em mente os fatos de Deus nunca poderão ser discutidos com propósitos que estejam separados da revelação imanente de Cristo.”

A verdade e o valor da fé. Depende do conhecimento revelado por Deus, e a cópia do “Ser de Deus” é o que está sobre si mesmo e sua palavra. Sendo assim, a idéia de que a fé pressupõe qualidade moral, bons costumes, argumentação intelectual, postura autoritária, ética, fraseologias combinadas com regras sociais e arrazoados filosóficos, está possuída pelo diabo do ego e da arrogância deste mundo. Conhecemos Deus na face de Cristo, pela fé aqui na terra e pela visão na vida futura. A bênção disso tudo é sabermos que a verdade que detona a face de Cristo não se encarnou neste sistema, e continuaria constrangendo a periferia das teorias puramente pessoais, se viesse novamente da forma como veio!
O ministério cristão, de todos os tipos e manifestações deve seguir, em última instância, o ministério de Cristo. Desde o início se percebe qual foi a carreira pública de nosso Salvador Jesus. O que o fez ser reduzido em forma de “servo” pelo ministério redentor. O que o fez se revestir de forma de escravo (Fl 2.7) para todo o tipo de serviço em favor da salvação dos pecadores e da humanidade perdida, e isso lhe foi previsto pela sua própria morte e ressurreição (Mc10.45).

Este perfeito exemplo de serviço de humildade e abnegação torna-se por sua vez, a norma e o padrão para todos os seguidores de Cristo a quem ele chamou para partilhar de seu destino. (Jo12.26;At20.18-35;Rm12.1;2Cor3-7; Jo17.18;20.21).
Enquanto o mundo calcula a grandeza em escala de domínio e autoridade secular, a única grandeza que Cristo reconhece em seu reino é o serviço pelo Evangelho nas almas. Todo serviço legitimo está reputado a obra expiatória de Cristo e a igreja foi criada para realizar o seu propósito redentor no mundo. A Igreja não tem nenhum ministério seu, propriamente dito, pois recebeu seu ministério, e agora deve aprender com Ele o que deverá cumprir humanamente. Assumi a ação determinativa e pessoal de Cristo, que reside do Evangelho para a Igreja.

Silas é um operário deste governo eclesiástico que conduz a sociedade cristã para o fim da fé. Culpando-se não só do erro doutrinário e, ministerial, mas solopando o próprio alicerce da fé cristã para fazer os crentes serem cosmopolitas, até que se caracterize a obra final da corporificarão da maldade (besta), e governe com eles, e sobre eles (ONU), pelos mesmos pretensos “direito do povo” que os fará ceder quando a Pátria mundial chegar! O direito  reside na força ou a fé  vem da obediência?

 

Publicado em Uncategorized | 4 Comentários

“COVIL DAS RAPOSAS” O TEMPLO É VOTO!!!

Resultado de imagem para Dilma na igreja evangelica                   

Resultado de imagem para Dilma na igreja evangelica           Resultado de imagem para dilma  templo evangelica
“O ZELO DA TUA CASA ME CONSUMIRÁ” JO 2.17

A infalibilidade deste regime, que mergulha o cristianismo evangélico no terror e na perplexidade, só é possível por que a fraqueza e a corrupção do povo se superam. Enquanto o pensamento dos que se dizem cristãos, que proclamam uma fé sem consciência, se mantiver governada pela opinião da aristocracia cristã, a destruição tende a ser maior do que imaginávamos.

A liberdade que se transforma em morte de almas, criou um programa de interpretações nas Igrejas onde os acontecimentos escatológicos só podem ser vistos pelas pessoas através de um vidro colorido (otimismo superficial). A baixa do coeficiente intelectual da cristandade atual, tanto para as questões de fé, como de vida prática, é tão profunda, que nada mais se faz conforme o que está concernente aos ensinamentos do próprio Cristo. A falta desta percepção reflete a fraqueza do caráter, e sua obstinação irracional não os permite conhecer no que estão envolvidos!

Grande parte dos evangélicos não interpreta o “perigo eminente” na face da depravação moral e da irresponsabilidade espiritual que cerca a igrejas atual. No conceito evangélico o desastre vem por parte de quem procura sair do anonimato da fé e da cumplicidade com o mal. Aquele que expressar sua indignação como cristão poderá ser visto como um criminoso. O pensamento livre que se propor buscar a canonicidade de Jesus em suas reivindicações, refutar seriamente as contradições, e se inspirar nas garantias da veracidade de tudo quanto a Bíblia assevera, será julgado como um pervertido. Quanto mais pronunciarmos verdades do Evangelho para eles, e desempenharmos o papel legítimo de julgar toda iniciativa superficial e inconseqüente, mais seremos seus inimigos (Gl 4.16).

Uma das particularidades imbecis deste movimento escravo é o conceito de que a unção de Deus cai sobre a coroa dos reis da terra. Considerar pessoas reinantes como pura emanação da Vontade Divina é uma idéia pregressa, e estúpida. O velho habito “por mim governam os reis” fez nascer as decepções e os insucessos da Antiga Aliança, e rapidamente arruína as estruturas da educação cristã em nossos dias. Infelizmente este conceito desencadeou um regime, de instinto puramente animal , feito de conselheiros designados a transformar igrejas em máquinas estatais. O templo é voto.

Neste ano de eleições 2016 aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador de todas as capitais brasileiras são identificados com uma posição dentro da Igreja. Segundo a Revista Veja, dos 250 candidatos evangélicos, 195 são pastores, 33 missionários, 14 bispos, sete apóstolos, e um presbítero. Segundo o IBGE o número de candidatos identificados com igreja no segmento evangélico cresceu 61% no país. Como justificar e explicar isso na profundidade do que se cumpre em Jesus Cristo?

O primeiro ato formal da obra pública de Jesus, que realizou como sinal para a Nação Israelita de que era o Messias (pois era esperado, conforme Ml3.1-3), foi desafiar abertamente e totalmente os líderes religiosos de sua época, cujo antagonismo foi imediatamente despertado com fúria política. O Cristo nunca se importou em respeitar a eleita pelo Evangelho “assembléia de bandidos”, muito menos, a posição extremamente subordinada, silenciosamente amedrontada do povo judeu.

Assim ele começou seu ministério e assim o encerrou. Proclamando a verdade sobre o templo de Deus, que se transformara em mascara de esterilidade espiritual de Israel e, logo deveria seria destruído, pois sua terrível contaminação o tornava impróprio para continuar em existência. As implicações messiânicas de seu ministério convocava a Nação de Israel ao arrependimento, o surgimento de uma ordem existente Nele que seria reformada, e o templo passou a ser a congregação escatológica de sua obra expiatória, o Messias (Mt 18.20;Jo 14.23).

Esta conclusão, o apelo do Salvador aos judeus, a acusação assacada de manter o controle e desocupar o pátio do Templo deste mercado religioso, a posição endurecida e irreformável dos líderes religiosos que reputaram como indigna a presença divina do Filho de Deus, terminou em julgamento e condenação para o Santo.

Vejo nesta ação interventora, gravadas dentro história pela obra de Nosso Salvador e Senhor Jesus Cristo, a expressão mais pura do nosso ofício. A constituição de um padrão ministerial que estampa sobre a corrupção eclesiástica os sinais da verdadeira Fé. As marcas da personalidade deste Deus que confessamos, que revelou o Cristo que devemos adorar, a experiência devocional que nos traz a vida, a noção da Palavra que não pode se perder de vista com o tempo. Quando este Pastor e Bispo estiver dentro de nossas almas, saberemos que denunciar a mentira, a violência contra os princípios da fé, a injustiça e a obstinação dos infiéis, é um dever de todo cristão, e um tributo de louvor e reconhecimento ao Salvador.

Quem suportará o dia da sua visitação, e quem poderá subsistir quando Ele aparecer? Por que ele é fogo de ouvires e como sabão de lavadeiros! Ml 3.2

Maranata, Jesus está voltando!

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

*ONU* TOTALITARISMO EDUCACIONAL

 

Segundo o Jornal Tagesanzeiger , o governo Suíço lançou uma campanha de educação sobre a AIDS que expõe menores [4 a 17 anos de idade] a cenas de sexo explícito dentro do ambiente escolar desde de 2014. Segundo o Jornal os pais de 35 crianças estão recorrendo ao tribunal Administrativo Federal por não concordarem com o conteúdo. O filme produzido pelo ministério de Saúde da Suíça, que se chama “Love Live”, mostra maneiras como se contrai a doença, contudo as imagens mostram casais praticando atos sexuais. Tanto homo quanto heterossexuais aparecem nus na tela.

A Suécia está entre as sociedades mais liberais da Europa, e o mais assustador é que estes institutos destruidores ganham posto de modelo da esquerda mais democrática no mundo (a intervenção estatal na educação dos filhos destes pais contrariados, faz parte de uma democracia ou do totalitarismo?).

Por outro lado, a Suécia não é o único país à assumir esta política astuta de educação sexual totalitária, no poder de destruir crianças com uma devassidão precoce. Impelindo professores à esforçar seus alunos terem boa vontade com a sacanagem. A coordenação deste processo pedagógico é um projeto que está acima de qualquer soberania nacional. O avanço destes conteúdos perversos no espaço social – escolas, igrejas, trabalho, mídia – resulta de uma sistematização internacional (ONU). Todo o consentimento destas medidas de propósito nacional é assinado em reuniões fechadas dentro da “Casa da Ordem Mundial”. Tudo acontece antes de ser divulgado publicamente.

Sendo assim a tarja desta sacanagem na política pública mundial, tecnicamente leva o título de “política internacional do desenvolvimento curricular da educação sexual”. Siga o título e certamente lhe será apresentado esse cenário, uma tropa de comissões, lideranças, organizações não governamentais com soberania nacional. Um Super-governo Global desenhando o futuro do sistema educacional no que tange esta dimensão: formação humana sexual e reprodutiva.

ONU – UNESCO – UNICEF

Estas instituições atuam dentro dos governos existentes, com direitos individuais, gente que não foi eleita pelo povo democraticamente, mas está no poder! Um efetivo de sociedades internacionais cujo capacidade política fala mais alto do que todos os Estados. Em nome da “preocupação” e da “necessidade” da saúde sexual e reprodutiva de nossas crianças e, jovens, sequestram o direito dos Pais de educar seus filhos de acordo com sua própria consciência, ou tradição, para impor uma homogeneização da opinião sexual.

A UNESCO foi criada pela ONU com o objetivo expresso de destruir o sistema educativo privado. A sociedade ideal que eles esperam alcançar no futuro é aquela que os filhos são separados das famílias e educados pelo Estado pederasta, em centros que eles podem promover cidadania homossexual. O Estado até paga uma quantia estipulada para os pais deixarem os filhos à mercê dos meios de comunicação do mundo (imprensa mundial).

Esta legião de engenheiros sociais do comportamento humano (escolas, sindicatos, professores, educadores), especializados em ensinar atividade homossexual para vulneráveis, estão certos de que são invisíveis, por que conseguiram baixar o coeficiente intelectual da população. Por meio deste processo de normalização de perversidades, o que chamam de “fundamental” aqui no Brasil, forma-se nova geração feita de sodomitas e ateus dentro da visão positiva da liberdade (aberração). A vantagem de se vender demagogias é que a sociedade está desmoralizada demais para perceber que está sendo explorada e dominada!

O processo da desmoralização divulgada pela ONU no formato de “currículo sexual” é feito com características multidisciplinares cujo objetivo é programar, adaptar e avançar seu público-alvo para um território de perversidades onde o retorno é irreversível. Dentro de pouco tempo, a desordem moral que testemunhamos aqui no Brasil, resultado destes tópicos de aprendizagem de gênero e sexualidade, virá de toda parte do mundo, no mais alto grau da barbárie. De modo que o justo, o bom e o normal se transforme num fator de discórdia para a suposta igualdade de gêneros!

A garantia do direito internacional é transformar todo tipo de corrupção numa máquina de governabilidades para o anticristo. A subversão é um caminho para o Estado totalitário mundial que está previsto nas Escrituras Sagradas. Enquanto divertem suas vítimas com o liberalismo, tiram vantagens e faturam em cima de todos eles! É a verdade da Suíça, do Brasil, como de todo o mundo globalizado. Quanto mais contaminados pela infecção das idéias imorais, mamais fica fácil burlar a capacidade de seus julgamentos morais.

E logo virá os apelos sentimentalistas, seja pela instrumentalização do poder de um novo regime, da aprovação de novas leis que dêem privilégio a militância globalista, até que se chegue ao objetivo final que é a submissão absoluta da população. Acaba que o anticristo será uma solução patológica a uma vida insegura, automatizada e desmoralizada (AP.13,17,18).

Aqui reside a fé daqueles que não se dobraram ao pecado deste mundo, por que aguardam a promessa do Reino perfeito, justo e cheio de Paz, que está em Jesus Cristo, e será manifesto na sua vinda gloriosa!

Maranata, Jesus está voltado!

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

“PASTOR RICARDO GONDIM” NEM TODAS AS RELAÇÕES HOMOSSEXUAIS SÃO PROMÍSCUAS

 

 

Ricardo Gondim, a força clarividente da tendência liberal. O Iluminista veio à público com seu bordão de intelectualidade, de ateísmo prático, para demonstrar mais uma de suas fraquezas de caráter. Ricardo é uma espécie de absurdos teológicos misturados na imagem do cara sério! Demonstrou decisivamente ser a favor da união civil entre homossexuais por questões de demanda jurídica do direito. Pior, diz estar cansado do rigor doutrinário “A igreja deve entender que nem todas as relações homossexuais são promíscuas”.

Provavelmente tenha dito isso por que está encorajado a desfrutar deste mesmo direito! Uma obstinação pastoral quase irracional, desdenhada dos princípios morais bíblicos, de uma irresponsabilidade espiritual tal, que ficaria fácil identificar sua implícita relação com os cálculos individuais do teosofismo e cosmopolismo. Insensato, ou até mesmo satânico, seja lá qual destes piores aspectos se encaixa, percebo que é cotidiano líderes provocar a condenação bíblica sobre os homens. Quando altivamente procuram resolver as questões espirituais de sua época, orientando mediante intuição e experiência. Uma combinação que está condenada ao fracasso, pois não se origina da Luz da Cruz de Cristo!

Quanto a questão do direito, é importante frisar que se trata de um código civil concernente a todas as pessoas. O  que não pode ser  visto em proporções maiores por qualquer estilo. As convicções e  as responsorialidades devem  ocupar o mesmo espaço de direito. O que temos que entender aqui é  simples: a referência institucional de cada uma delas. A igreja, a teologia e a fé garante sua postura pastoral no objetivo de  encaminhar sua comunidade à Cristo. É fácil, só os homossexuais não entrarem lá na presunção de determinar que estes princípios sejam modificados, por que querem ser aceitos dentro da comunidade como pessoas normais ! Da mesma forma seria estúpido cogitar como atitude correta um cristão  invadir algum espaço homoafetivo deste mundo para que tenham orientações disciplinares!

O problema do Gondim vai além da preocupação humana e institucional! Este indivíduo aderiu a teologia inclusiva, no qual Deus é amor, e a união homoafetiva estável pode ser vista sem pecado, por interesses escrotos com ambições desmedidas!

Bíblica, e fundamentalmente, este vício cultual a promiscuidade “Sodomia” sempre será relembrado repetidamente pelas Sagradas Escrituras como ex. de julgamento Divino (Dt29.23;Is1.9;Jr.49.18;Lm4.6;Am4.11;Lc17.29;2 Pe2.6) Sodomia, vício usual do órgão excretor, sempre será sinônimo de pecado deliberado (Is3.9;Lm4.6;Jd7), orgulho e complacência prospera. Abominação e perversão concentrada. Particularmente a homossexualidade, a sodomia provê um relato teológico bíblico documental sobre o julgamento divino, implementado por desastre natural (Gn18.20-25), com uso de discriminação sem misericórdia no julgamento final (1 Cor 6.10). Deus age porém com sua ira, lembrando da sua misericórdia se incluir a justiça, a redenção e a santificação do pecador.

As habilidades de Gondim sugerem que estes registros não tem mais valor educativo e legal para conduzir o homem a uma Salvação e Redenção! Poe em dúvida a extensão deste julgamento moral, vindicados nos fatos da própria história, o qual estão enraizados no Evangelho, e Cristo foi o cumprimento, por uma simples questão de direitos humanos! Por que reinam estes mestres de fábulas? Por que convém que todas as profecias se cumpram, até que o Cristo glorioso se manifeste numa vinda gloriosa para arrebatar a sua Igreja! Sendo assim sementes de discórdia como esta continuarão ser semeadas, para garantir que o processo escatológico esteja completo, e cumpra rápido! Maranata!

FONTE: GOSPEL+

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

“NA MESA COM OS DEMÔNIOS”DIREÇÃO JOÃO CAMPOS, SILAS MALAFAIA E MARCOS FELICIANO!!

Para expressar minha indignação contra estes sacerdotes de satanás, eleitos pelos meios engenhosos da maçonaria Republicana, uso com devido respeito a verdade das Sagradas Escrituras, no qual creio que se estendem difundidos em toda história para que a vontade soberana do Salvador brilhe sobre todo homem. Sempre guardando em mente que os fatos de Deus nunca poderão ser discutidos com propósitos que estejam separados da revelação imanente de Cristo.

A ideia de ministração profissional, do serviço religioso, característico do termo diakonia, não é um privilégio concedido mecanicamente por atos de vida pública. A lei canônica implica que o ato religioso, que se registra como serviço reputado à obra expiatória da cruz, esteja aplicado a obedecer o padrão ministerial provido pela vida de Jesus Cristo. O que sugere em primeira instância que a ordenação de ministros, desta mesma profissão de fé, obrigatoriamente, tenham as mesmas qualificações, idoneidade, testemunho, como capacidade de realizar o ofício eclesiástico empregado no ministério neotestamentário.

Quais sejam as denominações evangélicas, todo ministério cristão deve andar de acordo com o mais alto grau característico do serviço espiritual prestado pelo NOSSO Senhor Jesus, com seguiram os apóstolos, sem alterar a doutrina de fé, nos termos mais explícitos da narrativa.

Se levarmos em consideração que a obra de serviço pelo Evangelho tem como grande objetivo a edificação da Igreja viva, com ações que estejam orientadas pelo E.Santo, cujo critério de ortodoxia é o ensino ministrado pelo Cristo encarnado, não se pode aceitar como “ministros de Cristo” aqueles que utilizam a prerrogativa cristã para exercer outras ocupações! Então como devo considerar os ministrantes de ídolos? Um câncer!

A ignorância do povo evangélico encoraja este tipo de operação! Projeta ao poder militantes como João Campos,Manoel Ferreira, Silas Malafaia, Marco Feliciano, como grande parte das legiões que formam a bancada evangélica hoje, no ofício de distribuir alianças para demônios! O direito à licença de provocar o povo à adoração mística pela política. Desenvolver a fantasia por uma República governada por princípios cristãos, denominando-as de grandes princípios de Deus, que na verdade, não passam de palavras ocas, mentirosas, subornadas e contraditórias!

Ostentam este talento oratório que é próprio para ser consumido por porcos! Inspirado dentro dos trajes negros da maçonaria ocidental, filosofia esta que ergueu para este século, com argamassa, sobre as ruínas da igreja atual, o governo do anticristo. A mesma fascinação que vem transformando crentes em bestas humanas. A cumplicidade solidária que afirmo, coroe como câncer a igreja atual, agora vê em Michel Temer uma alma angelical!! O TESTEMUNHO MINISTERIAL VEM DE CRISTO COMO PADRÃO PARA TODOS!

Maranata, Jesus está voltando!

Publicado em Uncategorized | 7 Comentários

Silas Malafaia e a unção do bode

 

Michel Temer Silas Malafaia

Está asseverado biblicamente que os sinais que seguem os falsos profetas é o êxtase, o profissionalismo e a fala enganosa. No ponto de vista teológico bíblico um falso líder podia ser visto de longe somente por sua mensagem, ao mudar as estratégias da advertência, denúncia e, expectativa, comunicadas por Deus. Já o conceito predominante do neopentecostalismo sobre um falso líder, se encontra no ponto da falta de reputação. Uma doutrina puramente metafísica, baseada no cálculo do poder, no resultado econômico e consolidação política.

Neste sentido pode-se falar com toda justiça normativa da ciência de Deus, atribuindo a construção sistemática do seu conhecimento, revelado em Si mesmo pelo poder da Cruz, que um líder fiel à Jesus é aquele que apresenta a verdade sobre a Fé. Este líder está destituído das contradições, do elemento sínico, como das ocupações intermediarias. Sabe que a verdade de Cristo não precisa ser imprimida por um tom absoluto de voz para que seja reconhecida “Assim disse Deus”. A força do testemunho sobre a Fé está organicamente ligada à dogmática do Evangelho “um viver com Deus com a essência de Cristo”. Prosseguindo este caminho, na tarefa de respeitar, preservar e defender a verdade de Cristo hoje, o que é padrão para o futuro, é inevitável que a nossa atenção não se volte para as falsas lideranças!

As Igrejas evangélicas empreenderam a filosofia dos dois caminhos: pela parcialidade e pelo erro. Falam das regras com entusiasmo científico rigoroso quando o objeto do lugar exclusivo é o seu intelecto. Uma hora moderados querem unir forças em nome da solidariedade religiosa, no sentido de fazer alvos para suas ambições. Incitam o povo a cometer erros visíveis, em nome do Senhor, com a doutrina dos limites das capacidades cognitivas da humanidade, quando os cadáveres jazem como esterco sobre o campo e não há quem os recolha. O pior é que o povo sempre acaba obedecendo os caprichos habituais, autenticando como mensageiros de Deus aqueles que são subproduto dos mecanismos deste mundo.

Silas Malafaia assinala ministerialmente a maneira majestosa dos dois caminhos. Um gênio administrativo da arte de saber governar religiosamente com idéias que saem do fundo do poço. Sua educação perversa, a crença de que a unção de Deus pode ser ministrada sobre a cabeça de políticos, fez desmoronar acontecimentos de corrupção envolvendo evangélicos que não querem acabar! Agora Silas não sabe o que fazer para esconder tantos cadáveres da sua política suja no Parlamento.

Exprimido de diversos lados, atirou para cima, e para baixo, empregou campanhas publicitárias de que suas canalhices colaboravam para defender os interesses da Igreja e do Evangelho. E tudo veio à baixo! Primeiro com o Lulinha da minha casa e minha vida. Aí pensamos: “agora este sentimento misturado com Pátria e Religião vai cessar no meio do povo!” Não, ficou ainda mais descontrolados e cegos.
Depois de vestir a camisa do PT, veio o PSDB, o PSB, agora o PMDB! É um reboque de ostentações com contradições. Acredite, tudo em um único indivíduo. As qualidades perniciosas e perversas desta figura execrável, que passa os limites dos feitos malignos desta terra, por incrível que pareça ainda tem força popular para seguir em frente [o Justo pelo bandido!]. O discurso de direito de consciência, que excitou muitos, o papo furado de direito a licença, o idêntico modo, tudo para arrancar a maior parcela do poder! Agora o Jesus de Silas segue pelo Michel Temer com a camisa do PMDB, e as escondidas fez o pacto com o bode . Quanto ao restante dos candidatos que orou e ungiu, estão desempregados no reino dos assembleianos por quebra de decoro. Acredito que ficarão sem o pãozinho da Santa Ceia por algum tempo! Procedimento CPAD!

Infelizmente para muitos evangélicos, falar sobre parlamentares como homens de Deus, ser eleito com os votos da Igreja, distribuir panfletos partidários como folhetos evangelísticos, promover campanhas eleitorais nos púlpitos, ungir a cabeça de candidatos com extrema-unção,  é obra de Cristo!  Infelizmente, são destas pessoas, as que estão rodeadas e vencidas por pressupostos, que nascem os distúrbios, o descontrole e a banalidade presentes na Igreja atual.

Maranata, Jesus está voltando!

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

SILAS MALAFAIA E O ATO PROFÉTICO CANALHA

A insensatez dos neopentencostais para todos os efeitos práticos é um movimento ateu com crucifixo. Sua obstinação irracional não lhe permite entendimento bíblico para que perceba no que estão envolvidos! Esta fraqueza de caráter, de uma multidão enlouquecida pelo ânimo sindical, que se põe a marchar por líderes corruptos [dignos de nossa repugnância], é um cumprimento ulterior dos eventos históricos do fim e, do arrebatamento da igreja !

O espírito que incentiva os EVANGÉLICOS à tal “ato profético” contra o fim da corrupção em Brasília incorpora a malandragem da elite evangélica. O profeta primariamente é um homem da Palavra de Deus, e sua predição se origina do que Deus conhece. O que fica evidente que o ATO PROFÉTICO não pode ser uma mera opinião passiva. Se existisse alguma preocupação de falar às respectivas situações desta corrupção o que se pode conhecer da normativa Sagrada, pressionando encontrar uma solução satisfatória para um pressionante problema de expediente político, obrigatoriamente seriam levados a conclusão que  Deus não exitaria em alterar radicalmente a situação inteira da história. O que incluiria a corrupção e os oráculos políticos da Igreja!

Não se trata de equilíbrio político entre os três poderes, mas do que Cristo anunciou aos homens crentes para anunciar, que sugere a perspectiva dos acontecimentos que farão parte da sua segunda vida. O que não inclui reforma política, e o fim da corrupção no mundo é o julgamento de Deus! Sendo assim a visão de Silas e de sua cambada adiciona um otimismo vindo de Marte. Tudo isso é fumaça de mensagem enganosa para fazer parecer que são profetas, benfeitores e salvadores. Na verdade, são instrumentos desta mesma corrupção, que agora planeja à escápula para não serem investigados junto com os outros!

                        

A ideia de Silas Malafaia representar uma oposição rigorosa contra a estrela do PT sugere astúcia, desespero e covardia ! Lembremos que o PT é ama de leite desta insígnia “ADVEC” como de muitas outras igrejas evangélicas de destaque. Grande parte dos parlamentares evangélicos que comungam com ele esta manifestação moralista estão na lista dos investigados. São sanguessugas, mensaleiros e petroleiros como os filhos políticos de LULA.

Segunda a Folha de S. Paulo, de 12/08/2006, 58% do total da propina dos sanguessugas foram passadas para a bancada evangélica. Agora uma parte destes parlamentares integram a lista de beneficiados por empresas fornecedoras da Petrobras investigadas pela PF. O Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Marcelo Aguiar (DEM-SP), Benedita da Silva (PT-SP), Magno Malta (PR-ES), Marcelo Crivela (PRB-RJ), Walter Pinheiro (PT-BA), Bruna Furlan (PSDB-SP) entre outros.

Malafaia diz “vamos livrar o Brasil do caos e desmascarar a corrupção” e “descer a marreta na Dilma”. Com que autoridade Silas?  E o contexto dos fatos? Até que prove ao contrário, a “desgraça nacional” da qual você fala,  concebeu planos de ação política e solidariedade de seu ministério, e engloba as forças de sua retórica ambiciosa e herética – desde do início da formação presidencial deste partido!

Esta é a autoridade evangélica que passou para as ruas, está tão suja quanto a outra! Uma manifestação guiada exclusivamente por paixões mesquinhas, superstições, ignorância e sentimentalismo patriótico. A disposição enérgica cujo base profética é o medo, o calculo econômico, que por razões de aptidões servis, tal incoerência prova que o movimento evangélico atual é uma alavanca de desavenças as questões essenciais da escatologia de Cristo! [“….aqui somos estrangeiros, nossa pátria está no céu.”; Filipenses 3].

Não se trata de um testemunho estonteante como os Apóstolos, que nos inspira a falar publicamente sob a influência do Espírito Santo toda a verdade sobre o arrependimento, a ascensão de Cristo, a redenção histórica de Deus, do juízo vindouro, do arrebatamento dos salvos e a vinda próxima do Cristo ressurreto. Esta convocação nasce de uma pacto com politico com o diabo, de uma instabilidade perversa, de medidas de crise econômica, o que fez lançar simultaneamente multidões para as ruas como um exercito dividido por pessoas de várias classes. Resulta da discórdia, da sede de poder, do despotismo do capital, da anarquia, do liberalismo, de escândalos com unção evangélica!

A Cambada de Silas Malafaia se dará ao trabalho de analisar publicamente se tais profecias relativas à reforma política, e o fim da corrupção, condiz com o que Jesus pregou no Evangelho!! Por essa razão, pelo vestígios de todas estas mentiras, de falsas concepções, de ausência de critério teológico e, reivindicação consistente, esta convocação é um plano da tropilha de Silas para obscurecer a cumplicidade deles com o que está acontecendo neste país!

O que vai para as ruas dia 11 de maio  são bodes expiatório de pastores com medo de serem pegos neste esquema histórico de corrupção. Por isso o espetáculo religioso, que desvenda a possível removibilidade de um governo, que os subornou na primeira e na segunda etapa. Só a um sentido para esta convocação religiosa, saciar a satisfação dos falsos profetas que agora procuram matar politicamente que os amamentou!
MARANATA, JESUS ESTÁ VOLTANDO!


MARANATA, JESUS ESTÁ VOLTANDO!

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários