O DIABO VESTE VERMELHO POR ED RENÉ KIVITZ – IBAB

 

O Bispo e o pastor: Robinson Cavalcanti e Ed René Kivitz dialogam sobre o movimento

Astuto e dissimulado! O diabo veste vermelho por Ed René Kivitz. O guru descarado da IBAB, Igreja Batista da Água Branca em Sp [reduto de esquerdistas, liberais e ecumênicos] usa a mídia para forçar o pensamento teológico evangélico a obrar de acordo com a linguagem oficial da “teologia da libertação” do qual está pactuado. Um fardo necessário para ele poder proteger fortemente a absoluta sujeição dos ignorantes ao movimento evangelical latino-americano, cujo os pontos principais da discórdia tem como epicêntrico o marxismo, o ecumenismo e a proposta de uma reação contra o fundamentalismo protestante.

Ed René Kivitz, pertence a uma militância “Fraternidade” cujo referencial de cooperação missionária é o pacto de Lauzane. O mais importante documento de missão-pastoral firmado por Roma (Suíça em 1974) que por inúmeras gestões, e articulações, trabalhou à décadas especificamente para proteger e remunerar uma “Fraternidade de intelectuais” com a missão de se infiltrar dentro das igrejas evangélicas, e fazer progredir o que chamam de  nova prática cristã: um evangelho que seja mais compatível a cultura geral! Uma estrutura formada de teólogos que propõe o fim do protestantismo continental.

Necessitaria inúmeras páginas para detalhar a estrutura colossal destas contingências que firmaram tal acordo! O primeiro movimento de contribuição desta Fraternidade é o movimento ecumênico, que tem como ponto central de articulação o Conselho Mundial das Igrejas (CMI), fundado em 1948.

O segundo movimento evangelical tem como ponto de articulação a aliança Evangélica Mundial (AEM), pela radicalização e padronização em nível mundial e continental o Conselho Latino-Americano de Igrejas (Clai), Conferência Nacional de Bispos (CNBB), Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC), Federação Luterana Mundial (FLM), e Movimento Juventude Cristã (FUMEC), Sociedade para a América Latina (ISAL).

Na década de 1980 o movimento evangelical surge no Brasil por organismos paraeclesiásticos, como Aliança Bíblica Universitária (ABU), Visão Mundial, Visão Nacional de Evangelização (Vinde), dentre outros. Em 1983 foi impulsionado pelo Congresso Brasileiro de Evangelização que culminou com um movimento de resgate da ética evangélica, reorganizados na criação do órgão nacional de representação dos evangélicos de nome AEVB (associação Evangélica Brasileira). Enfatiza-se que a evolução deste esquema tomou proporções e dimensões de nível mundial, tendo como setores esquerdistas de colaboração a Unesco (ONU). Esta parceria com a ONU estaria representada por duas instituições paraeclesiasticas: Aliança Evangélica Mundial (WEA),  e  Associação Nacional de Evangélicos (NAE).

Dentro desta “Fraternidade de teólogos” no Clade 1, responsável por levar adiante as articulações e gestões para conseguir ajuda financeira, incluindo apoio de sua própria missão, trabalhos, eventos e criação da referida fraternidade, conseguiram reunir um “Conselho cooperativo” em 1970 na Bolívia, nos quais a metade eram denominações conhecidas: Wesleyana (Metodista, nazareno e anglicano evangelical); Calvinista (presbiteriana); Batista; Luterana (IELB); Dispensacionalista.

A radicalização do movimento Evangelical, como a articulação teológica em padronizar “nova prática das igrejas”, o mapeando da America Latina com estas estruturas de poder, o quetionamento de propostas mais liberais, tudo isso é debatido e firmado por meio de Congressos e Conferências mundiais, Latinos e nacionais. Dentro destes encontros paraeclesiais, a pauta discutida intenta 9 sensibilizações no discurso pastoral dentro das igrejas:

(1) o fim da leitura reverente das Escrituras

(2) o fim da confessionalidade credal

(3) o fim da Soteriologia seletiva

(4) o fim da ênfase da natureza e impecabilidade Cristológica

(5) o fim do Evangelismo contra a cultura religiosa

(6) o fim da denúncia profética

(7) o fim da crença nos milagres

(8) o fim da Escatologia pós-tribulacionista e milenar

(9) o fim da ética individual e social na santidade ativa, na necessidade de mudança de vida.

Notem como Ed René Kivitz  não falha em nenhuma destes acordos de radicalização! O objetivo de reunir estas informações, é destacar a participação e o esforço de Ed René Kivitz como agente subversivo desta fraternidade, e o bom trabalho que vem realizando pela IBAB, como uma das estruturas de base do movimento evangelical. O modo como ele constroe teologia da “cultura da paz”, de visão socio-politica, com tendências ecumênica, muito bem remunerada pela extrema-esquerda, vale ressaltar ! Uma reflexão que cria oposição contra as Escrituras Sagradas, mas por outro lado, a eloquência de um sabichão que  arranca o espírito de cristãos, como a iniciativa da fé bíblica.

 

 

Em 14.12.2009, Ed Renê Kivitz reuniu toda esta militância dentro da sua igreja, Ariovaldo Ramos (Missão Integral), Bertil Ekstrong (WEA), Débora Fahur (RENAS), Fabrício Cunha (IBAB Jovem e Usina 21), José Libério (Toca do estudante), Luiz Mattos (ALCEB), Silas Tostes (AMTB), Welinton Pereira (Visão Mundial) e representantes da APMB, Convenção Batista Nacional, ABUB, MPC, JV, FLAM, Seminário teológico servo de Cristo, Igreja Epicicopal Anglicana, Movimento Encontrão ligado à Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil, Fórum jovem de Missão Integral, Revista Ultimato, W4 Editora, Rede Fale, RENAS, FTL – Continental, Compassion, Seminário Betel Brasileiro, Missão AVANTE, Missões Quilombo, Desperta Débora, Toca do Estudante e Instituto Anima.

 

Os participantes em oração pela igreja brasileira: Durvalina Barreto Bezerra do Betel Brasileiro no microfone

Sempre dependeu deste “motor administrativo” de existência alternativa e criativa para obter o prestígio infame de um “novo Lutero” no movimento evangélico! À exemplo esteve no 32º Congresso Internacional realizado pela Soter (Sociedade de teologia e ciência de religião – PUC) para debater as diversas formas de teologia contextuais que se compreendem como “da libertação”, que articulam teologia e libertação, a defesa da dignidade eco-humana, da justiça e da solidariedade. Também se abriu em debate,  questões de metodologia e epistemologia teológica; às articulações entre mediações filosófico-científicas e hermenêuticas e as perspectivas praxísticas; aos embates com as ciências da religião, às mudanças de paradigma. Siga os rastros desta infâmia e conhecerá o rosto do grande pastor deste rebanho!

Com tal fé muitos se deixaram guiar por este lobos da ONU, ou serem governados pela ideologia social, por esta marcha humilde de cristãos mascarados com o discurso da “regra do bem viver”, cujo luta ardente é os pobres, recompensando longo serviços deste despotismo exercido, que não dispensa gastar recursos com intelectuaizinhos como esta sementinha do mal da IBAB, cujo a ama de leite é a besta, e a sua libertação é o fim da fé bíblica!

 

Exército da Salvação também esteve presente no encontro

Presbiterianos: Ricardo Barbosa de Souza pastor da Igreja Presbiteriana do Planalto em Brasilia, conversa com Hilton Figueiredo da Fundação Grão de Mostarda e do Seminário Servo de Cristo

Ao centro da foto o pastor Rogério Quadra ligado ao Fórum Jovem de Missão Integral e obreiro do Instituto Papel de Menino, que desenvolve um trabalho junto aos menores infratores da Fundação Casa também esteve presente

Pr. Cláudio Ely Dietrich Espíndola -representando a Convenção Batista Nacional também analisou a Carta de princípios

Diretor nacional da Mocidade para Cristo (MPC) Marcelo Gualberto se deslocou de Belo Horizonte para o encontro

Ricardo Agreste da Comunidade Presbiteriana Chácara Primavera em Campinas conversa com Valdir Steuernagel sobre pontos da Carta de Princípios da futura rede

Fabricio Cunha que faz parte da nova geração de líderes da igreja brasileira explica os diversos nomes sugeridos para a futura aliança

Key Yuasa (Curitiba, Igreja Holliness) orando pela unidade da Igreja

Key Yuasa de Curitiba da Igreja Holliness ora pela unidade da igreja brasileira

Valdir Steuernagel , Fabricio Cunha, Robinson Cavalcanti e Key Yuasa observam palestra de Paul Freston

Paul Freston: “Funções públicas vão acontecer. As instâncias sociais querem saber o que os evangélicos estão fazendo e pensando. E não há interlocutor. Este vazio será certamente preenchido por alguém. Como fazer isto sem ingenuidade sociológica, mas sem perder o idealismo do Evangelho?”

Luterano Valdir Steuernagel e o sociólogo Paul Freston

 

MARANATA JESUS ESTÁ VOLTANDO!!

 

http://www.soter.org.br/anais/32.pdf

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

“AGENTES DA SUBVERSÃO” PASTORA SEMINUA EM CASAMENTO EVANGÉLICO GAY

 

Mãe dos irmãos Poncio publica ensaio seminu

Uma Pastora evangélica decidiu comemorar publicamente a primeira união gay de sua Igreja, e sem roupas! Simone Poncio e seu marido pastor Márcio Poncio da Igreja Pentecostal Anabatista demonstram serem portadores de um evangelho mais para o estilo afrodisíaco! Não satisfeitos em ministrar uma cerimônia gay em sua igreja,  a pastora fez um ensaio seminua, publicou a foto no seu perfil social e pelo Instagram deu uma posição teológica de como encarar isso: “Amarás ao senhor teu Deus, de todo o teu coração, de toda as tuas forças e de todo o seu entendimento”. É necessário compreender a força sacrílega!

Cabe ressaltar, qualquer movimento religioso organizado para  investir violência contra à Cruz de Cristo, apoiado em uma fé cujo ciência é profana, não pode ser julgado  como um fator de novas crenças de transição. Existe um sistema monstruoso reprimindo o pensamento cristão atual, e por de trás de cada uma das ocorrências envolvendo apostasia da fé, o compromisso destes grupos é coletivo em expandir a teologia liberal !

Também chama à atenção nos que espalham a semente do mal, a expressão de tranquilidade deles. Enquanto transformam cristãos em animais dóceis, por interpretações liberais, servindo as expectativas desta “nova prática”, o qual está consubstanciado a um manual de teologia reversa imposta vergonhosamente pela ONU [satanistas culturais], não sentem medo de serem notados.

A influência que vem anulando a transmissão da verdade cristã nos nossos dias, intentando sensibilizar a igreja em relação aos problemas que afligem a sociedade em termos estruturais, visando teorias de direitos sobrehumanos,  demonstra uma natureza  sistêmica, institucional e ideológica.  Uma reunião de forças institucionais em nível continental, claramente semeando a mesma substância e conteúdo de maldades e heresias: a mediação social criativa ao invés da doutrinação da fé.

Uma agenda religiosa que define que  “Ser bíblico” só é possível num nível comunitário e filosófico, e a tarefa de um “Ser cristão” tem por destaque as preocupações de como vencer a violência, promover a dignidade humana e a paz no centro da vida. As mais prováveis soluções para o mundo contemporâneo que viraram pretexto para estas igrejas de fachada abolirem a centralidade do sacrifício de Cristo na cruz.

O movimento evangélico desvenda os negócios da Nova Ordem Mundial e a conjugação de esforços para levar adiante a radicalização do pensamento criativo. Muitas instituições evangélicas tradicionais sem sombra de duvida expurgam o veneno do liberalismo, sugerindo a inversão da postura da igreja que caracteriza comportamento apologético.

Como a maioria dos conspiradores, a pastora da Igreja Pentecostal Anabatista, Simone Poncio, trabalha por amor a esta arte revolucionaria. Enquanto vende sua sensualidade peladona, e admite  pessoas que ocupam aumentar o contingente do movimento “gays de Cristo”, trabalha pelo esquema da nova prática como uma boa agente da subversão! A mesma aspiração piedosa com limitações doutrinárias. Quem pretender se deixar guiar por esta exposição forçada testemunha perca de raciocínio lógico! Existem agentes da subversão menos visíveis, e estes sim preocupam! Mesmo assim, ridícula, descarada, a pastora  se concentra na mesma direção dos outros escanda-los, exitando agitações, gerando maus exemplos, descontentamento e fracasso geral. Uma apostasia com cara de servidor e que aceita até gorjetas!

MARANATA JESUS ESTÁ VOLTANDO!!!!

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

“SATANISMO NAS IGREJAS” RELATIVISMO MORAL

 

Resultado de imagem para relativismo moral satanismo

 

A solidariedade com o pecado, onde repousa as atividades do falso evangelho, leva os mesmos requintes de idéias que o satanismo defende em sua própria doutrina: o relativismo moral.

Carlo Climati, perito em satanismo, afirma “que a cada dia aumenta o número de jovens seduzidos pelo diabo” com a ilusão de viver uma vida sem regras, como um “ANJO REBELDE”. Em entrevista ao grupo ACI em Roma, explica que este tipo de satanismo é um revés dos valores morais, onde o mal vira o bem, o bem vira o mal. Segundo Climati esta moda de ingressar no satanismo como um jogo de diversões, vem se estendendo pelo mundo moderno com uma frequência dominada pelo relativismo moral.

Christian Bale, ator que interpretou um filme de sátira política “Vice” e ganhou o Globo de ouro 2019, em seu discurso de agradecimento agradeceu a satanás por dar a inspiração desse papel. Com a mesma projeção metafórica! Não há em existência um diabo pessoal, e sim a atraente personalidade maligna. Satanás estaria representado como o maior potencial humano (orgulho;liberdade;individualismo).

Questões estas que também  alongam a direção do espírito evangélico atual, e com medidas características do relativismo moral, testemunhamos o diabo sendo representado pela Igreja. A esperança unida a certeza de que exista um “Deus” que possa ser útil e prático para todos em uma via sem regras!

O satanismo representado por uma ordem de sacerdotes especializados em relativizar o Evangelho, em fazer transgredir a prerrogativa messiânica e redentora do Cristo! Com medidas que parecem úteis para o público, mas no fundo anulam o que foi decidido por Deus no Calvário. Contradizendo a iniciativa Divina que visa a redenção do homem sobre o pecado com modos superficiais e tendências teosóficas!

Este desempenho procede do diabo desde o princípio. Agitando o homem com motivações de fazer substituir a vontade de Deus pela vontade própria (Gn3.4-5; Mt 4.1-11;Is14.12-15), estabelecendo revindicações ao pecado (Gn 3. 1-3; 1 Tm 2.14; 2 Cor. 11:3; 1 Jo 3.8-10; Mt 13.38), empossando o homem da iniquidade nos últimos dias (2 Tess 2.9-11; Ap. 13.4; Jo 8.44; Jo 13.2).

Colocar em atividade estes planos acima, em alguns casos até ratificando estes conceitos, firma o potencial de um satanista, como imprimi a forte relação do satanismo com a igreja. A inquietude materialista que nasceu desta maldita teologia da prosperidade. As igrejas evangélicas dos gays, o marxismo cristão revolucionário mantido pela ONU, as idéias universalistas que iludem fracos a terem uma vida cristã pecaminosa sem consequencias. O esoterismo implantado pelos neo pentecostais, as mentiras calvinistas da redenção econômica, social e política, que transformaram igrejas em palanques eleitorais e cristãos em evangélicos patriotas. Chamar tudo isso de satanismo talvez não seja tão científico! Identificar um diabo pessoal nisso tudo, talvez seja uma perca de tempo, por que a interpretação mais correta (identificarmos o satanismo nas igrejas) está na excitação pela liberdade licenciosa e a busca pela inefabilidade da vontade humana.

Maranata Jesus está voltando !

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

“PASTORES SUICIDAS DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS”

 

 

 

Outro caso de suicídio envolvendo pastores, agora da Assembléia de Deus Catedral, Rafael Octávio, gera compartilhamento de idéias entre cristãos nas redes sociais, que reunidas das observações, fixam a prática do suicídio como um salto para a vida eterna!

Nas Sagradas Escrituras o suicídio (defino como transgressão da lei) não é visto como um fato patológico, por mais que agrupe fatores sociais de peso. A jurisprudência bíblica basea-se de que o homem tem obrigação de executar a vontade de Deus revelada em toda a sua vida, respeitando os direitos da soberania de Deus (vida) e do próximo (relação). Não simplesmente sobre uma base utilitária de natureza pragmática, mas antes como uma criatura feita à semelhança de Deus. Esta obrigação é considerável absoluta e imutável em todos os aspectos, além da autoridade do homem de emendá-la ou adaptá-La a qualquer padrão geral prevalecente na sociedade atual.

A sansão básica para falarmos da prática do suicídio, não é o termo suicídio, mas assassinato. O requerimento tem por ponto de partida o que está em Gênesis 9:6 quando a vida humana é vista como uma concessão Divina (Gênesis 2.7), e o direito ou o dever de tirar a vida, seja individual, ou a do semelhante, premeditadamente, contraria o 6° mandamento do Decálogo. Fica claro que Deus domina a vida do homem em todo o seu aspecto, tempo, desde a sua concepção milagrosa (princípio da vida; Gen. 3.19), como seu desenvolvimento (moral), até a sua morte (existência material e imaterial; MT 10.28; Mc 8.34;10.45; Ap.20.04-13). Cabe a soberania de Deus decidir quando e como o homem termina a caminha existencial de um indivíduo (1 Cor.3.17).

Qualquer interrupção relativo a vida, por questões premeditadas, está sujeito a punição, e é vista como transgressão. Nas Escrituras Sagradas todos os casos de suicídio aparecem em condição deplorável e desfavorável. Ou seja, não está dirigida de provações por causa da fé, ou intercessões, se quer um cisco de compreensão encontramos ali neste cenário! Todos eles se enquadram no aspecto de total fracasso, rebeldia, apostasia, traição, sem acompanhamento de perdão! Saul (1 Sm 31.4), Aitofel (2 Sm 17.23) Zinri (1 Reis 16.18) e Judas (Mt 27.5).

O suicídio nunca poderá ser tratado como um fato social normal, patológico ou libertário, mas uma rejeição deliberada da autoridade de Deus. Obviamente o movimento evangélico atual, com suas habilidades libertinas, espiritualistas, licenciosas, ignorarão o hábito de pensar subjetivamente ao que está imposto pela lei de Deus [a lei da vida que é o Cristo!].

Com este volume considerado de evangélicos se matando, e querendo se matar, logo teremos à venda dentro das igrejas o “Kit Suicídio” e a tendência dos oradores que falarão do assunto “gente cansada” multiplicarão de tal modo os defeitos disso, que podem chegar a sugerir a ideia de um Jesus que o diabo disse: “se atira daqui” e ele se atirou, e se salvou!

Publicado em Uncategorized | 6 Comentários

Cantores Evangélicos bebem o cálice dos demônios

Resultado de imagem para Festival da Familia Dra. Moon

Estarrecedor toda esta desordem que o liberalismo cristão criou! Esta capacidade de falsificar a obra de Cristo e deformar o padrão de missões e ministérios, antes testemunhados pelos Apóstolos de nosso Senhor Jesus Cristo. Uma fé que organiza a maldade, e leva consigo o prazer que coroa o rival!! Esta maneira de crer e viver a fé cristã seguido de atos profanos, com licenciosidade, se alinha à todo tipo de maldades vistas na história Testamentária. Um exemplo de nível superior, tão igual quanto o revelador Antíoco Epifânio “o herege” que sacrificou uma porca no alta em Jerusalém, entrando no Santo dos Santos, com a mesma satisfação, rebelando-se contra os judeus que não se renderam a helenização radical na Palestina. Sinceramente incorporam esta habilidade!

Testemunhei em 2008 um fato parecido, um evento em Brasília – DF cujo o título “um novo paradigma de liderança e bom governo para o desenvolvimento e a paz das Américas” trazia o rosto e o aspecto desta mesma missão profana! O Evento tinha por objetivo implementar os paradigmas da “cultura da paz” e, para a prática deste plano, contaram com a presença de uma das figuras mais importante do falso messianismo: o falecido Reverendo Moon.

Quando informado sobre o evento inter-religioso, que participariam oficialmente figuras renomadas do movimento evangélico, fui obrigado a registrar isso. Entre os religiosos, estiveram o Bispo Manoel Ferreira, Abner Ferreira, Pastor João Campos, ambos da Assembléia de Deus Madureira, cantora Cassiane e cantor Lázaro. Um cenário profano, de acordo deplorável, com diversas religiões se unindo por uma corrente de comunhão pelo fim do protestantismo cristão!

Estes gênios do campo oposto, sementinhas da discórdia, que lhe faltam o temor de Deus, aviso!!!! São engenhosos e sutis. Alguns se arriscam participar destes encontrões ecumênicos, sem expor  imagem, o que me faz pensar que muitos ainda estão guardados no armário a espera de uma sinal!

Não me recordo quantas vezes já denunciei eventos do tipo, com tal comportamento deplorável, vindo direto da calçada da fama evangélica, do que se acham astros da fé ! Por serem ignorados pelo público religioso, os tais não se intimidam, e continuam atuar como embaixadores do anticristo, remodelando as instituições cristãs a serem igrejas multiculturais.

Um exemplo disso, o quanto são descarados, é o “Festival da Família” (inclusão da cultura da Paz). O idealizador do evento é a AIPD, com os mesmos objetivos institucionais que é conceituar missão, cooperação, desenvolvimento, revolução ecumênica e solidaria! A busca por um organismo ecumênico continental com estruturas de cooperação permanentes que minem o protestantismo Latino-Americano.

O festival ocorrerá dia 4 de agosto (2018) no Allianz Parque em São Paulo, que será um evento internacional. O evento conta com a participação de diversas religiões, lideranças políticas, tendo como presença principal a Dra. Hak Ja Han Moon, esposa do falecido, Rev. Moon, que é a grande responsável pelo evento.

Com a direção deste pastor espiritual (Dra. Moon), e com a tal fé profana, o evento trará para a diversão ecumênica “acordo de paz” os cantores da musica gospel: André Valadão, Aline Barros, Priscilla Alcântara e Thalles Roberto. São noções humanas de calculo, que procuram suas vantagens, vendem a alma, arrastam multidões para o abismo, e devido ao conforto em que estão, de não serem contrariados publicamente, e deveria com total repugnância, se acham no direito de marketear a desgraça, mostrando  suas caras! Como diz o provérbio: o cão que voltou a comer do vômito e a porca lavada para sua lama!

Concluindo….

O diálogo inter-religioso expõe o movimento evangélico como um dos mecanismos de sua existência no Brasil, e na medida que avança enraizado na astúcia, introduzindo aos cegos espirituais a cultura da paz, somos obrigados a possuí-lo pela força das palavras. Não para provar que somos mais fortes ou, mais perfeitos, mas para definir biblicamente onde o direito começa, e onde acaba! A liberdade cristã não pode se transformar em abolição das responsabilidades e sansão a licenciosidades. Como eles, que forjam uma ética social, onde a piedade pessoal e a carisma sugere uma inversão de valores, do conteúdo do ensino revelado pelo próprio Cristo. O que gerou padrão ortodoxo para gerações posteriores.

Senhores entendam !!! O evento mais importante do Evangelho é Cristo, não é a satisfação! O Evangelho não nasceu da igreja, a igreja nasceu do Evangelho, o Evangelho que devemos crer está revelado na face do Cristo Redentor!

Sendo assim, o ponto de partida para definirmos uma fé evangélica é a obra terminada por Cristo. Não é o progresso do mundo, como redenção social, econômica, política, mas a completa dependência de Deus e a plena obediência ao Senhor Jesus.

O que indigna nesta versão “embaixadores da paz” é a capacidade de querer compreender e discernir o Evangelho com a barriga, com a própria vida e a maldita prosperidade econômica. Destroem com a intuição o mais importante do caráter particular da Revelação Bíblica: a transferência das próprias ações do Cristo para o mundo em que vivemos.

A Unidade da Fé em Cristo legitima exige uma unidade intima e profunda com o corpo e o sangue de Jesus. Que identifica a extensão de Cristo para os atos desta Igreja, de forma restrita, absoluta e exclusiva. Um vinculo por uma fé no Evangelho de Cristo, sem solidariedades religiosas, ou comunhão desaparelhada e desigual ! (Ef 4; 1 Co10.14-21;2 Co 6.14-18;Jo17). Não há unidade em diversidade, ou diversidade na unidade cristã, pois o padrão Neo Testamentário é a unanimidade e experiência comum (Atos 2 e 4).

As Escrituras continuam se cumprindo, e avisa que a vinda do Cristo Ressurreto, não tarda, e está próxima. Até lá, não sabendo o dia e a hora que virá o Senhor desta obra, nos prontificamos a discernir os tempos, tempos que são difíceis, e que exigem da Igreja de Cristo uma fidelidade à confissão e obediência testamentada biblicamente! Oro para que o Senhor Jesus levante sacerdotes fieis, que não se dobraram aos apelos políticos e escrotos desta Nova Ordem Romana!!!

Maranata, Jesus está voltando!!

Pastor Daniel Batista

Igreja Cenáculo da fé para as Nações

http://www.horadaverdade.com

 

Fontes:

festivalfamília.com.br

vimeo.com

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

PCC financia Igreja Evangélica

Resultado de imagem para pcc igreja evangelica

A corrupção da Igreja no movimento evangélico dá prova como é gigantesca sua fé. Uma emancipação ligada a história da predominância do mal religioso, de uma marcha apelativa cujo princípio é transformar evangelho em anarquia. Já não bastasse as tendências liberais devorando almas, ambiciosos com sede de sangue pentecostal, as sessões eleitorais nos púlpitos, nomes de lideres evangélicos encabeçadando a lista da corrupção histórica do PT, movimentos nacionalistas, marxismo cristão, agora temos igrejas chefiadas pelo PCC.

O caso foi deflagrado pela PF que prendeu um pastor de igreja evangélica que facilitava o comércio de drogas no município e fazia lavagem de dinheiro, segundo a investigação. O dinheiro do tráfico era juntado com o dizimo na igreja que foi construída só para esta função. Donos de lojas de automóveis cediam carros para o transportes de drogas, bem como imobiliárias e açougues ajudavam a lavar o dinheiro também. A PF não divulgou os nomes e nem os lugares identificados.

Está muito fácil mesmo montar igrejas para o PCC ! Enquanto a linguagem compreensível do público religioso for o marketing das igrejas conhecidas, o evangelho ficará oculto, e fracos continuarão massacrados. Almas indo para a igreja sem conhecimento como se vai ao circo, desempenhando o papel do modo superficial como rege a moda. Este fenômeno de incoerências no meio evangélico “vale tudo”, o qual compara o nome de Jesus Cristo com a coca-cola, com a Chevrolet, deixa as digitais nesta tragédia. O problema não é só o PCC, querendo a fatia do bolo, mas o público pagante que se arrasta na lama para assistir “Nada a perder, os humilhados serão exaltados” do Edir Macedo.

A auréola deste movimento feito de bastardos é a ONU. A etiqueta do ensino religioso das igrejas atuais, das faculdades teológicas renomadas, cujo programa incorpora mentiras, frouxidão mental, sentimentalismo, perversidade filosófica e consumismo político. O movimento evangélico lista um número incalculável de cães gulosos (MEC) o qual estão trabalhando à décadas para a impotência mental do rebanho. Chegamos  ao fim, conseguiram baixar o coeficiente intelectual dos religiosos, diminuíram a capacidade do povo evangélico de discernir entre o bem o e o mal. Este fenômeno explicamos assim, com dados, frente aos acontecimentos, de decepção a decepção, o qual dispensa gastar recursos probatórios aqui neste texto!

Com tal fé, o povo acabou governado pela tutela de paróquias, verdadeiros prostíbulos espirituais com cara de templos, cujo a direção vai um pastor espiritual que se guia pelo calculo da avidez, estabelecendo subordinação somente para ignorantes de carteirinha. Dia pós dia, o movimento apostata divulgará um número maior de descontes, o qual são proveitosos para garantir o terror público. Até lá, um dos meios de amenizar esta destruição, o que é imprescindível, é alguém aparecer do meio deste lixo com  iniciativa de ofertar aos que se perdem um pouco de conhecimento do Evangelho encarnado.

Senhores a separação definitiva do joio está chegando, e que se cumpra totalmente as profecias, até que o Dia do Senhor chegue para nós, toda esta ração de porcos definitivamente será jogada no fogo eterno. Oremos pelas almas que ainda não ouviram o verdadeiro evangelho, quanto as que não se importam em conhecer, serão prestigiadas pelo falso pastor!

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2018/02/21/pcc-usava-igreja-evangelica-para-lavar-dinheiro-em-sp-diz-pf-pastor-e-preso.htm

Maranata, Jesus está voltando!!

Pastor Daniel Batista

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

“Ecumenismo cara de pau” Kleber Lucas e Andre Valadão

 

 

Resultado de imagem para Kleber Lucas Ecumenismo

 

 

 

O diálogo inter-religioso é um plano de muitos séculos, e queira ou não queira, tem que se agarrar nas teorias sentimentais para levar para o fundo do esquecimento humano a extensão da personalidade do ensino de Cristo (mecânica da inspiração). Sem isso, a substituição da doutrina canônica pelo cálculo sentimental, as instituições identificadas e caracterizadas como interdenominacionais correm o risco de perder o emprego na ONU – CMI “Conselho mundial das Igrejas” .

A ousadia canalha deste cantor gospel “Kleber Lucas” em manifestar apoio ao movimento ecumênico contemporâneo  “unidade religiosa por gênero humano” tem base sistêmica e institucional. São criaturas demoníacas guiadas por uma Nova Ordem Religiosa feito de atores bem pagos para destruir qualquer obstáculo que se anteponha ao novo regime internacional. Este cara é uma das bestas que representam a continuidade de uma dinastia “MAÇONARIA”  feita de cabeçudos e falastrões que dependem disso: matar o protestantismo para obter o ganho de suas ações. Atos liberais como este se repetem, e se repetirão por muitas vezes, até chegar ao plano definitivo de uma sociedade sem religião! Á exemplo o ato ecumênico envolvendo outra figura do cenário evangélico, André Valadão, que não poupou amores ao  Padre Fábio de Melo.

A marcha regular deste evangelho social “cultura pela Paz”, de uma política progressista, também leva nível continental. O ponto de partida é o Congresso de Panamá em 1916, Montevidéu em 1925, Havana em 1929, que posteriormente formou o primeiro ecumenismo de cúpula oficial e integrado que se denominou Conselho Latino Americano de Igrejas (CLAI). Desde então, por toda América Latina, instituições desta competência assumiram a função administrativa de infiltrar seus agentes aqui no Brasil. Elementos revolucionários e liberais estão em fluente atividade, com  igrejas, redes de comunicação, organizações seminaristas, movimentos sociais, e populares, de modo a construir o conceito lixo da cultura da paz. A tensão desta força é um ecumenismo institucional (caráter interno) e um ecumenismo de movimentos sociais (caráter externo), no que tange a presença da sociedade religiosa.

Falamos aqui de um plano que multiplicará atos sistemáticos de uma fé canalha e leviana como esta, e tem muito dinheiro para gastar com este tipo de serviço! Isso não vai parar! O mais curioso de tudo é a possibilidade destes atos exprimirem o êxito dos aplausos da massa evangélica, e chegar ao número exato de homens de porta de igreja que incorporam a sugestão da cultura da paz, sem dar conta de tudo isso: são cordeirinhos levados para o matadouro, para serem abatidos como idiotas úteis!

Precisamos lutar! E a forma de lutarmos é o manifesto canônico e a separação total ! Demonstrando a natureza antisistêmica e antiinstitucional, cujo crença indestrutível reside exclusivamente nos fundamentos da fé em Jesus Cristo! Falem a verdade de Cristo, ou se unam a Eles!

Maranata Jesus está voltando!

Publicado em Uncategorized | 4 Comentários
%d blogueiros gostam disto: