“TEOLOGIA” Silas Malafaia e a Fábrica de Divórcios

Apostasia da fé e suas inquietudes à serviço de satanás para alimentar o progresso da modernidade por uma sociedade sem controle. O preparador e maquinador das teorias impraticáveis e, o espirituoso e revolucionário da filosofia sexual, Silas Malafaia, acrescentou o divórcio na sua lista de loucuras. O educador da prosperidade acredita em separação matrimonial por motivos de infidelidade. Nesta entrevista, vai além, diz ser à favor até por questão de infelicidade. Nada de diferente do que a maioria dos muitos líderes evangélicos recasados pensam e pregam hoje. Silas segue entusiasmado, e quando indagado por esta “anticristão-divorciada” a cerca as obrigações matrimoniais para desiludidos, diz que a Bíblia fundamenta “aprovação” pela dissolução matrimonial justificada.

O “Dá… dá…dá…dá…” de Silas é a podridão inevitável como a espontaneidade do ministério do erro. A expressão maldita desta teologia liberal (relativismo) como movimento evangélico.

“Há uma larga diferença entre o ideal e o real” explica Silas em uma das sua colunas “Pastor Malafaia responde”. Para o psicólogo da heterossexualidade o ideal de Deus [Lei] não se aplica hoje. O real “antropocentrismo” não permitiria tal radicalização para uma apropriação moral devida (conversão). Se o posicionamento de Silas com o matrimonio tem conotação relativista, deveria aplicar esta mesma forma de fazer “teologia” com outras diversas fases da iniquidade: homossexualidade, poligamia, incesto e pedofilia [ o ético?].

A interpretação de Silas sobre “pecado” não desfruta do poder completo. O “divórcio” não está admitido na órbita de sua defesa “ética” por que à mancha no seu passado. A mesma mancha gnóstica e voluntariosa que está no histórico das Igrejas Assembléias de Deus, a casa do povo, que poderia ser admitida como parque de diversões, Senado de falastrões e indústria do divórcio. Os homens acostumados com estes juízes de segundo casamento e sabem muito bem aonde encontrá-los. Imbecis acreditando-se desta sorte, lançando-se a esta “nova questão”, que criaram para divorciar-se, sem compreender que nada entendem do que do que querem discutir. Silas prega o liberalismo, mantem o povo numa obediência completa com instinto e espírito animal.

Ps. Caro Silas, o pecado da homossexualidade é tão igual quanto o divórcio. O divórcio adultério. A concepção de “família” defendida em tua tese é desajustada como fantasiosa. Sua responsabilidade contrária a Bíblia e tua teologia oriunda da colônia de banqueiros e mascarados. O teu poder reside na fome e na ignorância de famigerados espirituais que estão a busca de restituição financeira e perfil imoral-inteligente.

Concluímos…

                                   A Bíblia e o Divórcio

1- Casamento

O Matrimônio não é uma conveniência social inventada pela humanidade para preencher uma necessidade ou condição temporária e, portanto, para ser revisado ou abandonado conforme os caprichos de qualquer homem. O matrimônio foi instituído pelo Deus Altíssimo e sua relação com a raça humana é tal, que não pode ser modificada, nem a parte considerada mais insignificante, sem graves consequências O casamento foi criado por Deus e, posteriormente, revelado pela Lei e pelos profetas nas devidas condições estabelecidas, procurando instituir união legítima(sem mancha ou mácula)que sirva de modelo aos homens. O corpo matrimonial é sagrado e inseparável.

2 – Matrimônio – a Lei de Deus para a humanidade

(Gênesis 2:23) “Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada. 24 Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.”

(Mateus 19:4) – Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez, 5 E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? 6 Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.

2.1 – Amasiamento ( Mancebia – Estado de quem vive maritalmente com alguém, sem ser casado). Relação sexual fora do casamento(meretrício;prostituição;fornicação).

1 Coríntios 6:15 – Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e fá-los-ei membros de uma meretriz? Não, por certo. 16 – Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne. 17 – Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito. 18 – Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. 19 – Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos.

(1 Tessalonicenses 4:03) – Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição;

(Gálatas 5:19) – Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,

(Colossenses 3:05) – Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria;

(Apocalipse 2:21) – E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua prostituição; e não se arrependeu.

(Apocalipse 9:21) – E não se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua prostituição, nem dos seus furtos.

2.2 – Divórcio (Dissolução do casamento)

(Malaquias 2:14) E dizeis: Por quê? Porque o SENHOR foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira, e a mulher da tua aliança. 2:15 E não fez ele somente um, ainda que lhe sobrava o espírito? E por que somente um? Ele buscava uma descendência para Deus. Portanto guardai-vos em vosso espírito, e ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade. 2:16 Porque o SENHOR, o Deus de Israel diz que odeia o DIVÓRCIO, e aquele que encobre a violência com a sua roupa, diz o SENHOR dos Exércitos; portanto guardai-vos em vosso espírito, e não sejais desleais.

(Jeremias3:01) – Eles dizem: Se um homem despedir sua mulher, e ela o deixar, e se ajuntar a outro homem, porventura tornará ele outra vez para ela? Não se poluirá de todo aquela terra? Ora, tu te prostituíste com muitos amantes; mas ainda assim, torna para mim, diz o SENHOR. (2) Levanta os teus olhos aos altos, e vê: onde não te prostituíste? Nos caminhos te assentavas para eles, como o árabe no deserto; assim poluíste a terra com as tuas fornicações e com a tua malícia.

Obs. O divórcio – trata-se de uma constituinte humana. Uma fuga do compromisso sagrado. Desde o início da civilização humana, o próprio Deus advertiu e condenou o repudio dentro do matrimônio legítimo e oficial.

2.3 – Segundo Casamento

(Romanos 7:02) – Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido. (7:03) De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido.

(1 Coríntios 7:39) – A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor.

(1 Coríntios 7:27) – Estás ligado a mulher? Não busque separar-te. Estás livre da mulher? Não busques casamento.

(Hebreus 13: 4) – Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém, aos que se dão à prostituição, e aos adúlteros, Deus os julgará.

(Lucas 16:18) – Qualquer que deixa sua mulher, e casa com outra, adultera, e aquele que casa com a repudiada pelo marido adultera também.

Obs. O matrimonio mantém-se ligado pela lei do corpo(união física conjugal). Só poderá ser desfeito(dissolução) com a morte de um dos conjugues. Assim também, a lei de Deus está ligado ao transgressor enquanto a prática do pecado existir. Não há condenação, pela lei de Deus, para aqueles que agora estão em Cristo Jesus (Rm 8:01),pois não andam mais segundo (inclinação) da carne, mas segundo Cristo(morrendo para o pecado e para o que estávamos retidos antes de conhecermos a Jesus, Atos 17:30). Se dissermos que estamos vivos para Cristo Jesus, como poderemos servi-lo estando ainda vivos para o pecado?(Rm 6:02 e 15). Mortifiquemos o pecado para que Jesus Cristo viva em nós (Rm 6:11). Como podemos obter um segundo corpo matrimonial (conjugue), se o outro, do qual me desfiz, ainda vive? (Rm 7:02). Desta mesma forma, como poderemos obter o Novo Homem em Cristo, se o velho homem(pecador) ainda vive pela prática? Ambos necessitam do desligamento(carne), para que exista a justificação perante Deus. Má conduta matrimonial (poligamia; concubinato; divórcio), consequências e maldições citadas em registros bíblicos:

  • Gênesis 16:01 (Hagar e Ismael)
  • 2 Samuel 11 (Davi e Bate-Seba)
  • João 4:17(Samaritana)

2.4 – Traição conjugal não justifica 2 casamento

No conceito humano, a traição conjugal é um ato doloso e irreparável. Sujeito a penalidades e retribuições de diversas modalidades. O que o Senhor Jesus falou sobre traição? A ofensa:

Mateus 6:14 Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; 6:15 Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.

“(…) para sermos perdoados por Deus é necessário que perdoemos a ofensa. A constitucional de Deus para obtermos o perdão de Deus é sabermos perdoar. Como podemos afirmar (perdão) se o ato testemunhal, no caso do divórcio, aparta o conjugue ao invés de reconciliar-se? Anular casamento por motivos de traição conjugal não prova perdão, mas orgulho ferido por parte de quem se diz a vítima(…)” Quando Jesus aborda este tema(traição conjugal)e a permissão justificável para um repudio, não refere-se ao casamento legítimo(matrimônio) mas ao período pré-nupcial. Preste atenção no termo original que Jesus usa para explicar sobre “traição“:

(Mateus 5:32) – Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério.(Prostituição – grego “Pornea“), ato sexual praticado fora do casamento.

Obs. Este versículo não cita delito de ADULTÉRIO (grego – moechea). A prática de adultério está retribuída aos que pecam dentro do casamento. Entendemos que foi o motivo, principal, que levou o Senhor Jesus citar o erro de Moisés( o profeta que aprovou o repudio, devido a pressão pública no tempos antigos – no princípio com Deus não foi assim).

Jesus falando:

(Mateus 19:08) – Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim.

Obs. Se a condição de Deus para o perdão dos nossos pecados, também requer “de todos” o perdão das ofensas(Mateus 6:14,15), como Jesus aprovaria o repudio por traição conjugal ou abençoaria um 2 casamento? Jesus não estaria contra este grande mandamento: o perdão. Existe perdão no repudio?

  • Prostituição – Pornea(grego)
  • Adultério – Moechea(grego)

A história do casamento no A.T

Esta comprovado na história bíblica, que o período pré-nupcial nos tempos antigos, excedia os mesmos valores que uma união civil(sem união de corpos), aonde eram feitos os acordos financeiros entre os familiares de ambas partes. Na cerimônia religiosa selava-se o acordo definitivo desta união(leito matrimonial). Pela explicação de Jesus, entendemos que a permissão para o repudio conjugal restringe especificamente o período pré-nupcial, no qual, envolvia casos como: mulheres que mentiam sobre a virgindade ou que cometiam traição sexual neste período de preparativos. O Senhor Jesus cometeria o mesmo erro que Moisés e os Sacerdotes, permitindo o divórcio dentro do casamento legítimo? Para afirmarmos que este ato libidinoso, anti-bíblico e injustificável (2 casamento por traição conjugal), é aceitável na fé cristã, deveremos fraudar a constitucional do perdão, como mandamento principal, e mudarmos a expressão legítima do texto literário acima: prostituição para adultério. Pelas referências bíblicas, entendemos que é permissível uma anulação de um noivado – dentro dos devidos termos acima . O repudio no matrimônio(divórcio e 2 casamento), é contraditório, inaceitável e imoral.

3 – O ato da Graça e a Lei do Pecado

(Nova Aliança e Novo Testamento). Pela expressão bíblico-doutrinário, não há utilização do termo: legalização de pecados. A proposta de Deus para o homem é a libertação dos pecados(1 João 3:05), e a justificação daquele que tem a sua fé em Jesus(João 3:03). Deus procura através de seu Filho Jesus(corpo e sangue) regenerar pecadores para uma Nova Vida( Coloss. 1:20 á 22). Estabelecer uma reforma de caráter-conceitual e purificação de consciência(Tito 2:11 ao 14). Sendo Jesus o próprio Deus(João 1:01 a 03), estaria contra a sua própria Lei? Veio em carne(homem), para modificar este plano ou restringir o conceito de Deus sobre o pecado? Pelo ato da Graça salvística, Jesus deu liberdade aos homens de criar ou sustentar na fé o que é pecado?(Rm 6:01). O amor de Deus não se limita aos caprichos, conceitos ou pensamentos humano-pecaminosos. Assim como o Senhor é Santo, sejamos santos( 1 Pedro 1:16), independentemente da época em que estamos vivos, Ele continua o mesmo(Ap. 1:08). Jesus confirma :

(Mateus 5:17) Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim destruir, mas cumprir. 5:18 – Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.

Jesus veio cumprir a Lei através do seu corpo e do seu sangue, para estivéssemos na justiça de Deus. Morreu pelos pecados e deu a todos o direito do perdão e o poder da libertação( sem legalização de pecados).A Lei e os Mandamentos de Deus continuam vigorando. A Lei é Santa e o Mandamento justo e bom( Romanos 7:12); pela Lei conhecemos o pecado(Rm 7:07 – 5:20), e aonde não há conhecimento da Lei de Deus não há conhecimento do pecado(Rm 4:15);Ela nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo e a Graça. A Lei é não é feita para o justo e sim para o transgressor(1 Timóteo 1:09). Há na Lei de Deus o conhecimento do pecado e em Jesus Cristo(corpo e o sangue) o preço do perdão e libertação( mortificação dos pecado no nosso corpo – Romanos 6:23).

Obs. Se obedecemos a Jesus, cumprimos o mais importante da lei(espiritual) de Deus – por meio determinante desta fé. Se o desobedecemos, tornamo-nos transgressores da lei de Deus(1 João 3), sendo assim, quem a transgride não herdará o reino de Deus(1 Coríntios 6:09 a 11 – Ap.22:15) e quem serve a Jesus Cristo tem por condição de fé: abandonar a transgressão e o pecado praticado.

4 – Apelo Pastoral:

Todos que procuram a Salvação da sua alma, pense com a mente de Cristo e busque o profundo entendimento da fé. Deus não muda de acordo com o tempo ou costumes culturais – Ele permanece o mesmo. A fé cristã não permite que os seus termos doutrinários se relativizem ou sejam absorvidos pelos meios político-humanísticos deste século. A compreensão da fé, está na decisão por Jesus Cristo e o quanto queremos alcançar em vida a Salvação de Deus.

A tua esposa(o) legítima(o) ainda vive?? É com ela(e) que você deverá estar( se possível busque reconciliação) ou espere no Senhor Jesus á justiça( 1 cor 7 ). Não busque outro casamento( 1 Coríntios 7:27). “mas aos outros digo eu, não o Senhor: se algum irmão tem mulher incrédula, e ela consente habitar com ele, não a deixe. Se alguma mulher tem marido incrédulo, e ele consente habitar com ela, não o deixe. Pois o marido incrédulo é santificado pela mulher, e a mulher incrédula é santificado pelo marido crente. Doutra sorte os vossos filhos seriam impuros, mas agora são santos“.( 1 Coríntios 7: 12,13,14).

MARANATA, JESUS ESTÁ VOLTANDO !

Pastor Daniel Batista

IGREJA CENÁCULO DA FÉ PARA AS NAÇÕES

Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , . Guardar link permanente.

100 respostas para “TEOLOGIA” Silas Malafaia e a Fábrica de Divórcios

  1. Rosângela Rocha disse:

    Quanto a doutrina do Senhor não argumentos, apenas obediencia. Graça e paz. Amém.

  2. Rosângela Rocha disse:

    Quanto a doutrina do Senhor não há argumentos, apenas obediência. Graça e paz. Amém.

  3. Meire aparecida moreno disse:

    Para quem acertou no casamento fica fácil essas justificativas à “luz da Palavra” .Sou nova convertida e depois desta leitura me sinto condenada e sem salvação.Fico triste porque já fui casada por 16 anos e nunca soube o que era felicidade.Hoje mantenho outro relacionamento há 14 anos que pelo jeito é totalmente abominável pelo nosso Criador! Complicado pastor! Achei muito forte seu julgamento.Será que vc já se imaginou passando por essa situação? Ou acha que é ungido e nunca irá acontecer! Ninguém se casa pensando em separação.

    • Cara Meire ninguém está acima das Sagradas Escrituras. Tua história não é diferente de milhares, a pergunta será esta: Deus julgará o homem com base no evangelho de Cristo ou no método filosófico, voluntarista e sentimentalista? O “complicado pastor” seria para vc se converter ou invés de ficar tentando me persuadir como pregador a ceder diante dos princípios da fé para confortar sua alma no pecado! Pois a tristeza de Deus opera o arrependimento para a salvação, mas a tristeza segundo o mundo para a destruição! Ore pelo que vc conheceu aqui ou então esqueça de uma vez para ser feliz ao teu modo enquanto puder viver esta fantasia, pois todos nós devemos comparecer ao tribunal de Cristo e o juiz que dará a sentença este é o Santo de Deus.

      • Uma única questão que podemos parar para pensar em casos específicos como desta irmã, é que sendo nova convertida, fez coisas antes de morrer para o mundo, e Deus não leva em conta o tempo da ignorância.
        Concordo 100% com a mensagem do Pr. Daniel, e muitas igrejas tem membros mortos espiritualmente pois os pastores ficam mais preocupados em agradar do que pregar a Verdade!

      • Douglas pereira disse:

        Pr: Daniel
        concordo com tudo q foi claramente falado acima…
        Meus parabéns..
        por nao maquia a palavra… como muitos tem feito hoje em dia…
        sou evangelico a 12 anos….
        e prego um Deus que e amor mais que e justiça tbm…

      • nilson porto disse:

        Deus fincando triste; Deus ficando alegre; Deus ficando irado… Pensava que Deus fosse onipotente. Essa descriçao mesquinha foi idealizada por seres humanos limitadissimos, arrogantes e orgulhosos que no apoce da vaidades se dizem imagem e semelhança de Deus (?)…. Como algo de suprema benevolencia condenar um ser humano imperfeito pela eternidade? ( julgamento humano de novo)….
        Ignorancia mata.

    • Pamela Ibelli disse:

      Você diz ser nova convertida. Mas procure o significado de converter/conversão no dicionário e saiba que é mudar, transformar. Uma pessoa que teve um encontro verdadeiro com o Evangelho de Cristo, jamais permanece a mesma, pois ela é “abalada” pelo poder de Deus. Uma pessoa que realmente se entregou a Jesus não mede esforços para obedecê-lo, e o que antes era complicado passa a ser um fardo leve e um jugo suave, a partir do momento em que o Espirito Santo nos convence dos nossos pecados e que a nossa vontade nos levará ao abismo e a morte, mas que a Vontade de Deus em nós produzirá vida. Deus não está preocupado com a nossa felicidade, mas sim com a nossa Salvação. Quem é bem-aventurado: um homem feliz condenado, pactuado com satanás? ou um homem “triste” salvo e reconciliado com Deus? O último está em vantagem. O que adianta o homem ter tudo o que deseja e mais um pouco, se sua alma que nunca morre, será perdida e consumida pelo fogo que nunca se apaga? Pense nisso e vê se vale a pena continuar pensando de maneira humana e carnal,arrumando desculpa e justificativas, ou se é melhor ter a mente de Cristo e reconhecer o pecado e dizer Jesus eu não consigo, mas Senhor que seja feita tua vontade, estou disposta a abandonar tudo aquilo que me afasta de Ti, tem misericórdia de mim, pecadora e tira o mal que está em mim! O SENHOR é tardio em irar-se, mas grande em poder, e ao CULPADO NÃO TEM POR INOCENTE.(Naum 1:5). Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor, (Atos 3:19) E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, NEGUE-SE A SI MESMO, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.(Lucas 9:23); O que ama a instrução ama o conhecimento, mas o que odeia a repreensão é estúpido. (Provérbios 12:1).Porventura a minha palavra não é como o FOGO, diz o SENHOR, e como um martelo que ESMIÚÇA a pedra? (Jeremias 23:29). Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.(para transformar o pecador) Mateus 22:29. Que Jesus te liberte e te dê o esclarecimento! Pois vc só tem o amparo da lei dos homens mas não tem a aprovação de Deus. A tua esperança, como a minha, está no arrependimento e na mudança!

    • ALBERICO MATOS disse:

      O único pecado que não tem perdão é a blasfêmia contra o Espirito Santo, e claro que Deus abomina o divórcio, e não após o NT, desde o principio, mas o que Deus quer é o nosso coração, a Bíblia menciona que os homicidas não vão herdar o reino do céu, entretanto se pedirem perdão ao Senhor ele está salvo, veja o caso do ladrão na cruz, as pessoas só se apegam nos versiculos de condenação, sempre me pergunto porque então Davi não foi condenado a morte quando adulterou com Bate Seba, afinal foi na epoca da Lei, e Deus mandou o profeta Natã dizer para ele que ele não morreria, ali mostrou a graça de Cristo. Acho que realmente não devemos banalizar o divórcio, entretanto se você se converteu de todo coração fique tranquila, pois o que mais Jesus condenou nos lideres religiosos foi a hipocrisia, pois engolem um camelo e se engasgam com um mosquito. Acho que realmente devemos mostrar que o divórcio e o novo casamento é pecado, mas o adultério é perdoado Jesus perdoou a mulher adúltera, perdoou a mulher Samaritana, o adultério, é pecado, como muitos mandamentos, comprar e não pagar, maldizente, rancor, falar da vida dos outros, são pecados pequenos, mais pecado é pecado, e o salário do pecado é a morte, e para você morrer afogado tanto faz com 5 metros de profundidade como com 50 metros, então não tem esse negócio de pecadinho e pecadão, todo pecado afasta o home de Deus, entretanto Jesus é o autor do ministério da reconciliação.

      • Betynha. disse:

        Perfeito seu comentário.

      • Sérgio disse:

        Alberto Matos, sou a favor das escrituras sagradas e amei o seu comentário pq como ficaria o psicológico dessa irmã Meire Aparecida, eu fico pensando (com respeito a todas as mulheres)
        Se um desses pastores teólogos fossem traídos por suas esposas e elas ainda disserem:
        ——Eu te trair mesmo e quero o divórcio !!!!!
        Será que esses pastores viveriam em paz sabendo dessa ocorrência no seu matrimônio,
        Será que conseguiriam viver na solidão até o arrebatamento da igreja.!!!
        Eu respondo!!
        Não conseguiriam pq só existiu um Santo Jesus Cristo.
        A salvação é individual, Ah!!! Tenho dois frutos de uma traição de país diferentes, Então senhor teólogo eu deveria viver com essa mulher?
        Fica fácil mesmo pra quem nunca passou por isso querer aplicar a palavra de Deus. Eu era muito santarrão e quebrei a cara achando q tudo era pecado.

    • Gilson Silva disse:

      A paz do Senhor Jesus seja contigo, irmã Meire Aparecida! É importante analisarmos a aplicabilidade do contexto em que cada pessoa que se casou segunda vez, está inserida. Os textos discorridos acima pelo Pr. Daniel Batista, aponta para as pessoas que já conhecem a palavra de Deus, aprenderam discernir o certo do errado, e também sabem por exemplo, que Deus abomina do divórcio. O estudo acima mencionado, é para estes que já adquiriram o entendimento de que se eles se divorciarem e contraírem novo enlace matrimonial, estão em pecado, porque obviamente a bíblia admite segundo casamento, somente em caso de morte de um dos cônjuges, mas para você que afirmou ser nova convertida, e que não tinha nenhum conhecimento da verdade acima descrita, o versículo salvaguarda seu, é o que está registrado em Atos dos Apóstolos capítulo 17 verso de número 30 parte “A” que diz: “Deus não leva em conta o tempo da ignorância.” Significa que no “teu caso,” tu podes ficar tranquila com o teu esposo atual, e seja feliz, mas se de hoje em diante, depois de conhecer a verdade, e resolver se separar dele, e arrumar outro, não estás mais inocente.

      • HELENICE MARIA DE SOUZA disse:

        ATOS 17/30 PARTE “B” DIZ;MAS AGORA ORDENA QUE TODAS AS PESSOAS EM TODOS OS LUGARES CHEGUEM AO ARREPENDIMENTO.

  4. Pamela Ibelli disse:

    Um discurso baseado mais na psicologia do que na bíblia, que dá para confundir aqueles que NÃO têm vínculo diário e legítimo com as Escrituras – Idolatram ideias humanas. Um erro das igrejas modernas é não ter esse costume de analisar PROFUNDAMENTE, estudar detalhadamente a Palavra de Deus. Acabam selecionando textos isolados (eis que tudo se fez novo.- relacionando isso a novo matrimônio e não ao que realmente é: transformação interior e regeneração da natureza contaminada e pecaminosa) para afirmarem como sendo correto aquilo que entenderam de maneira errada e precipitada (gerando confusão, levantando hipóteses inaceitáveis perante Deus). Silas se orgulha de sua capacidade persuasiva, boa oratória, de saber defender “muito bem” SEU ponto de vista. Porém, não consegue defender com lealdade e firmeza os valores e ensinamentos bíblicos, quando estes causam divergência e incômodo aos seus membros endinheirados e divorciados. Como se na graça o conceito do que é pecado estivesse mudado, por um Deus que agora entende as necessidades e fraquezas dos homens e que perdoa instantaneamente, dando liberdade para pecar a vontade. PENSAMENTO ERRÔNEO!! Digo que o Deus da nova aliança é até mais exigente (por ter oferecido Jesus, pelo resgate de todos) agora não há mais desculpa para continuarmos errantes. No Antigo Concerto (lei) para Deus punir era necessário praticar o ato (adultério), agora na Nova Aliança (graça) só de cobiçar uma mulher ou um homem já se comete adultério. Os tais erram, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus (em transformar o homem) Mateus 22:29. A palavra de Deus não pode ser tratada de maneira qualquer, nem podemos relativizá-la e torná-la de interpretação particular e individual. A vontade de Deus é única, portanto não é aceitável teses sem fundamentos pautados na única Verdade Bíblica. Aquele que tem ouvidos ouça e pratique o que o Espírito Santo diz a sua Igreja – Deus não muda de opinião, nele não há variação nem engano e confusão.
    Observação: Silas antes de se considerar pastor vai estudar a bíblia e se sujeitar somente a Ela, por enquanto considera-se orientador, educador e psicólogo, defensor da família e da sociedade.. Não use o nome de Deus em vão para debates que visam somente atrair o ibope e a audiência dos fraudulentos que gostam de filosofia e moralidade, mas continuam rejeitando o firme fundamento – Cristo como sabão de lavandeiros e cordeiro perfeito para aniquilar o pecado e não legalizá-lo! Só para informação Deus estabeleceu o casamento, mas o divórcio o homem formulou.
    Provemos os espíritos, porque nem todos provém de Deus e já muitos anticristos tem surgido no mundo para contrariar os Ensinamentos Cristãos. Estão se infiltrando sutilmente na igreja como se fossem um dos tais. Mas, fica o ditado: “nem tudo o que reluz é ouro!”. Vamos tomar cuidado, sermos vigilantes para não perdemos a pura consciência cristã.Não vamos nos conformar com o mundo antes nos renovemos no entendimento para que possamos agradar e conhecer verdadeiramente a Cristo!! Maranata, o retorno do Senhor Jesus está próximo… vamos nos preparar para nos encontrar com Ele.

  5. Reginaldo Felix disse:

    Paz seja com todos,

    Pastor Daniel, e muito facil falar, julgar e condenar as pessoas que, infelizmente, tiveram que enfrentar o divorcio. E muito facil condenar o divorcio. Gostaria somente de fazer algumas consideracoes que muitos nao percebem. A saber: O divorcio verdadeiro nao aquele que se assina na presenca de um defensor publico ou um juiz, mas sim, o divorcio acontece, infelizmente, quando dentro de casa ja nao ha mais afeto, amor, dedicacao, carinho e sobretudo comprometimento. Acontece quando deixam de serem uma so carne. O divorcio verdadeiro, infelizmente, acontece quando ja nao existe mais o desejo de estarem juntos, quando ja nao existe mais o desejo de compaertilharem a mesma cama. Me diga pastor Daniel, quantas familias enfrentam essa situacao mas preferem manter uma situacao de aparencias, ja nao se suportam um ao outro. Eles estao ou nao divorciados ?.
    Que Deus guarde a familia. Que Deus tenha misericordia dos que, infelizmente, passam por isso. Que Deus tenha misicordia de ti, pastor Daniel, que lanca condenacao aos que se divorciaram, como que se eles tenham cometidos pecado imperdoavel. Deus, o justo Juiz, sabe o motivo de cada divorcio e, cabera a Ele, dar a justa sentenca, nao voce pastor Daniel.

    • maria Antonia disse:

      gostei do seu comentário, muitos pastores falam contra o divorcio é porque não enfrentaram nenhum problema de separação. Do contrario eles se casariam imediatamente, nunca vi um pastor se divorciar e ficar solteiro.

  6. Augusto Moraes disse:

    A regra de fé do cristão é a biblia, e o evangelho da graça o estatuto p/ a salvação, se não da para obedecer é melhor procurar outra coisa,Deus deu o livre arbitrio ao ser humano,não existe obrigatoriedade, mas se quiser ser salvo tem que entrar pelo caminho,não é questão se quer obedecer ou não,ou esta dentro ou fóra! divorcio segundo a biblia só em caso de adultério,mesmo assim por causa da dureza do coração em não perdoar! mas não pode casar de novo(mateus cap.19v1ao12)

    • Reginaldo Felix disse:

      Meu nobre irmao Augusto Moraes
      Paz seja contigo,
      Eu ate entendo essa posicao defendidaa por voce. Voce deveria se informar melhor
      sobre esse tema, pois da maneira como voce escreve denota-se que voce tem a ultima
      palavra sobre esse assunto.
      Tente responder essas pergunta; Deus condena o adulterio ?. Como explica a relacao de Abraao com a escrava Hagar ?, relacao, pelo qual, tiveram um filho, Ismael. Explique, ou tente, por favor.
      Nao estou fazendo, entenda, nenhuma defesa do adulterio.

      • Jessé Martins disse:

        Paz seja conosco.

        Prezado, Desculpe em intervir no discurso de vocês, Além do ato de adultério, Abraão também mentiu a respeito de sua esposa Sara, informando que era sua irmã. Mas, deu não levou em conta a ignorância, pois era a Velha Aliança, A V Aliança, era sombra da Nova Aliança que entrou em vigor por meio do sangue de Cristo. O legislador é Jesus, Moisés deu carta, mais a vontade de Deus sempre foi e será:os dois são uma só carne. Como o nosso Senhor Jesus afirmou, O que Deus ajuntou não separe o homem. A resposta de Jesus foi tirada no princípio da criação em Gêneses cap. 2, isto é, a palavra de Deus. As nossas opiniões não é a palavra de Deus (Bíblia). O que vale é ficar na palavra, dentro do evangelho de Cristo (Nova Aliança), temos aprovação de Deus. Isto é, casamento é uma instituição Sagrada, criada por Deus, E deve ser cuidado e preservado até que a morte o separe.e então, estará livre para casar com quem quiser, porém, se quer a benção de Deus (por causa de jugo desigual), apenas com cristão (1 corintios 7:39)
        Que Deus abençoe a todos.. Jessé

      • A paz do Senhor Jesus, com relação a questão Abraão e Hagar, de forma alguma Deus mandou os dois se relacionarem foi Sara na sua incredulidade que pediu a Abraão que assim o fizesse para que a promessa se cumprisse, tanto que até hoje há conflitos por causa desta atitude de Sara entre os decendentes de Isaque e Ismael.

  7. Jonathas disse:

    EU querisa saber pq antigamente, os homens podiam ter varias mulheres ?

    • Caro Jonathas; Adão pecou, e depois do pecado entrou a morte, assim a morte passou para todos os homens, por que todos pecaram. A força do pecado, realçada pela Lei de Deus, predominou até a Cruz, sendo assim, Deus por Jesus Cristo instituiu os principais Mandamentos que devemos obedecer, à saber os profetas, apóstolos, sendo Jesus Cristo à Pedra angular, a principal, fundamento espiritual da Igreja. A Graça de Deus à luz de Cristo não tem poligamia, incesto ou divórcio, mas arrependimento, conversão e remissão de pecados!

  8. Amanda disse:

    Meu Deus!!!Qto julgamento!!! Que somos nós para julgar um irmão ou irmã?! Só Deus conhece o coração de cada um e sabe o que levou ao motivo da separação. Creio que Deus odeia o divórcio sim, não é da vonta de dEle que ninguém se separe e ponto final. Mas se caso algum crente, novo convertido ou não vier a se separar, a obrigadação da igreja é acolher essas pessoa e orar por ela ou ele. Não podemos julgar!!! Querida Meire, não fique presa a esses blogs que se encontra na internet, muitos deles ao em vez de abençoar, não fazem. Ore a Deus e medite na Sua Palavra de dia e de noite, eu tenho certeza que a resposta dEle virá para a sua vida. AMO sua vida em Cristo Jesus!

    • Amanda; Receito como primeiro passo: vá estudar o significado destas expressões ” julgamento” e “juízo de valores” . Segundo, leia atentamente a matéria e perceberá, se for honesta, que momento algum fizemos exposição de caráter, integridade pessoal ou coisas do coração, e sim, tratamos de posicionamento ministerial ( o qual deverão prestar conta biblicamente). Percebo, também, alem da tua ignorância a cerca das expressões bíblicas, um sério desvio de caráter em tuas palavras. Crê que Deus odeia o divórcio e está convencida desta doutrina, mas não deseja ao próximo a mesma experiência. Obriga a Igreja acolher divorciados sem juízo de obras, dar esperança aos que estão em pecado, como a Meire, que o Reino de Deus os aceitarão assim. Agora Deus virá para o divorciado para abençoá-lo com o certificado de que não será constrangido pelo parecer bíblico e sim um abraçado para se sentir mais amado? O Senhor pede para apascentar suas ovelhas e você as envia para o abismo? Jesus, Luz no Mundo, para que as obras de todos sejam conhecidas em Deus, e você as reverte em trevas quando diz” amo tua vida em Cristo Jesus”. Deveria montar uma funerária, pois acabou de encomendar a morte desta pessoa e terás o sangue dela no última dia!

      • Pastor Daniel voce nao e o dono verdade. Lembre-se que e humano, falho e imperfeito. Cuidado com o falar demais. Gostaria de ouvi-lo sobre o tema ” dizimo”, ou sera q voce e um dos que omite a verdade desse tributo ?. Ensinar sobre o dizimo tem se caracterizado como a maior mentira que se prega nos pupitos das denominacoes. Espero que voce, pastor Daniel, nao seja apanhado na pratica dessa mentira, pois os mentirosos nao herdarao o Reino de Deus.

      • A Igreja de Cristo abriga a todos, as denominacoes discrimina. A Igreja de Cristo, formada por aqueles que formam o corpo do Senhor Jesus, a ninguem julga, mas as denominacoes condena.
        Aprendamos com Cristo, pois Nele esta a verdadeira sabedoria. Nele nao somos confudidos.

        Paz seja com todos

      • Monique Souza disse:

        “Ficarão de fora os CÃES, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira”. AP. 22:15.
        Cães – maus obreiros, pastores, que matam e dispersam as ovelhas. “Pastor” Daniel, suas palavras são a materialização do farisaísmo. Assim como você os adventista do sétimo dia também citam a bíblia. Vá orar!!!

      • bruno costa disse:

        esse pastor o que mais faz e enviar almas para o inferno . me amostre na biblia aonde que divorcio e um pecado imperdoável ? se a mulher do senhor quisesse sair de casa ou então agredisse o senhor ? Deus perdou Davi e pq nao perdoaria quem se divorcia e casa de novo ? tem casos e casos meu caro amigo ..vigia nas suas palavras pastor .
        Unico pecado imperdoavel e blasfema contra o espirito santo.

  9. pastor Daniel agradeço a Deus pela direção que tomei depois de conhecer esse pensamento que Deus te deu e peguei para minha vida graça e paz

  10. gilson disse:

    e isso mesmo os pastores precisam defender a verdade, 1cor 6;9 lucas 16;18 romanos 7;2e3 1cor;7;39 nao adianta ficar pasando a mao na cabeça e depoes pasar uma eternidade no enferno

  11. Allan disse:

    Prezado pastor;

    Entendo completamente o que foi exposto à luz das escrituras neste post sobre o divórcio. Agora à luz da mesma escritura, como poderemos resolver questões que a bíblia não contempla? Exemplo: Um casal cristão, em que um dos cônjuges sofre violência doméstica diária, como já vi em muitos casos, a orientação bíblica é orar e continuar apanhando? Ou é tomar uma atitude concreta, e solucionar a questão antes que torne – se uma tragédia? Analisando as escrituras, não encontro nenhum texto explicito que compreenda a situação acima exposta. Existem casos até de pastores que batem em suas mulheres, e elas são humilhadas verbalmente, e devem ficar caladas vivendo de aparência. E aqui não estamos fugindo das escrituras não. Há assuntos que a bíblia não contempla, e devemos analisar as questões a luz de todo contexto bíblico e escriturístico, para atingirmos um equilibrio biblico e coerente. Então não me parece que na época de Jesus ao menos nos evangelhos houvesse essa questão de violência doméstica, abuso verbal, e outras anomalias modernas que estão surgindo dentro dos casamentos atuais. Sugiro de forma pacífica e respeitosa um debate sobre isso. Abraço!

    • Allan a Palavra de Deus trata sobre tudo. Basta uma palavra para um bom entendedor:

      (1) Porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; de outra sorte os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos. 1 Coríntios 7:14

      (2)Se algum irmão tem mulher descrente, e ela consente em habitar com ele, não a deixe. 1 Coríntios 7:12 Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não esta sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz (7:15).

      (3) Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.
      1 Coríntios 7:11

      obs: Preservação da dignidade física não pode alterar o fator matrimônio!

      • Joao Carlos Leite disse:

        A paz do senhor meu irmão
        sobre o ensinamento sobre divórcio, o pastor está de parabéns
        Mais pela explicação que o senhor deu, eu pensava que a igreja que o senhor dirige tinha a santidade ou a sa doutrina
        sinceramente me decepcionei
        Mais que Deus possa abrir o vosso olho
        Porque não adianta nada ensinar a Bíblia em parte e não ensinar
        todas as coisas pra entrar no céu .
        eu concordoo ssenhor explicar sobre este assunto, mais procura ensinar mais sobre a santidade, sem a qual ninguém verá o senhor.
        Que Deus te abençoe poderosamente.
        A paz do Senhor.
        Um grande abraço.

    • Reginaldo Felix disse:

      Allan;

      Quero demonstrar minha solidariedade ao seu texto e a forma como voce encara esse tao polemico assunto nos dias atuais.
      Ha muotos casos de pessoas vivendo somente de aparencias dentro das denominacoes. Casais que ja nao se suportam, nao se mais respeitam, violencia fisica e, enfim, infelizmente, uma serie coisas nao compativeis com a verdadeira finalidade do casamento.
      O que fazer diante dessa situacao ?, orar e desejar a morte do marido/esposa para q fique livre e assim se casar novamente ?.
      Esse e um assunto muito delicado que envolve pessoas, dai a necessidade de ser analisado com muito amor abtes de sairmos por ai condenando todo mundo, entende pr. Daniel Batista.

      Paz do Senhor Jesus seja com todos

  12. Allan disse:

    Reginaldo Felix;

    Saudações!

    Concordo plenamente com tudo o que está escrito na bíblia, ensino, creio, prego. Agora realmente a questão matrimonial entre os cristãos está muito séria. São vários fatores envolvidos. Entendo particularmente que existem muitos casais religiosos que já estão casados/divorciados dentro de casa, só não formalizam publicamente para manter a “máscara” da religião. Não advogo a causa do divórcio, nem tampouco quero distorcer os textos sagrados, não! Todavia, o divórcio equipara – se a mentira, a hipocrisia, desonestidade, nepotismo, e tanta outras coisas que são praticadas por debaixo dos panos entre a liderança e membresia de várias igrejas evangélicas. Vou dar um pequeno exemplo: Você já viu algum pastor mostrar aos seus membros o balanço mensal, anual, da renda bruta e líquida da Igreja? Duvido! E porque não mostra? Sabe – se lá Deus! Então partindo desse pressuposto, defendo à luz da bíblia o matrimônio com todas as suas implicações, apenas faço uma observação à casos que a bíblia não lança luz diretamente. Na resposta acima, a proposta foi elevar o debate, esclarecer. Parece – me que o mui digno pastor Daniel, não entendeu a questão dessa forma. Assim, como aconselho pessoas me deparo com diversos tipos de problemas. E é evidente que integridade física não tem a ver com fator matrimônio, isso é óbvio. Não se pode olvidar no entanto, que o evangelho de João cap. 8, que fala da mulher adúltera, deveria então segundo o entendimento do pastor Daniel, ser rasgado da bíblia. Pois ali Jesus preservou a integridade física da prostituta, como lhe deu outra chance: ” Vai em paz, e não peques mais”….

    • Allan,
      Paz seja contigo.

      Seria otimo se pudessemos fazer um debate sobre o divorcio a luz da Biblia. Esse e um assunto que precisa muito ser analisado com maturidade crista e sem preconceitos. Poseriamos tambem falar sobre outros assuntos tais como Dizimo, ofertas entre outros, assim como o irmao relatou sobre prestacao de contas na igreja. E o dizimo doutrina fundamental no Novo Testamento ?, O apostolo Paulo ensinou sobre dizimo ?.
      Regifelix57 me adicione, assim poderemos nos comunicar.
      Pastor Daniel Batista seria otimo falarmos mais sobre esse assunto, caso julgue necessario me adicione tambem.

      Que a paz de Noso Senhor e Salvador Jesus seja com todos.

    • Doni Macedo disse:

      Quando você emite uma opinião, precisa faze-lo com conhecimento de causa; por exemplo. você fala que os pastores não mostram quanto as igrejas arrecadam e quanto gastam e etc…Eu quero dizer-lhe que, as igrejas sérias tais como Batistas, Metodistas, Presbiterianas e outras, fazem periodicamente, assembleias ordinárias e extraordinárias para prestarem contas aos seus membros, portanto, não tem fundamento o que o Sr Allan está dizendo,
      Quanto ao divórcio, as pessoas sempre querem citar os mesmos textos para justifica-lo, e ainda distorcem o que está escrito no artigo acima; Não se está julgando pessoas, mas defendendo princípios.
      Quando Deus estabelece uma aliança com alguém ou um povo, Ele jamais quebrará esta aliança, pois o casamento é uma aliança entre um homem e uma mulher, e é um pacto de sangue, e você tem com esta pessoa um laço de alma, enquanto ela viver, você é um com ela.
      E por último, tem a questão principal: O PERDÃO, isto não depende dos meus sentimentos, mas sim da minha obediência: Eu posso estar casado, solteiro, viúvo ,divorciado, mas em todo tempo sou servo de Deus, e servo não tem vontade própria, temos o livre arbítrio, e quando o exercemos, fazemos de modo errado.!
      Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas. Mateus 6:15

  13. Allan disse:

    Prezado irmão Reginaldo;

    Me mande seu e-mail…

    Fico no aguardo, Allan

  14. Alexandre Alves disse:

    Existe apenas três caminhos a ser tomado para os divorciados: reconciliação (perdão), ficar sozinho para o resto da vida( servindo a Deus) ou levar a vida da maneira que achar certo e prestar contas a Deus no dia do juízo.

    Pastor Daniel, duro foi o seu discurso porem cheio de verdade. A questão é aceitar ou não.
    Por falar a verdade que João Baptista perdeu a cabeça, mas foi pro céu. Então meu caro pastor continue pregando a verdade, doa quem doer…abraço. Muitos lideres eclesiasticos estão casando divorciados, terão que prestar contas destas vidas no dia do juízo.

    abraço,

    • Meu irmao em Cristo: Em que livro da Biblia esta escrito esses 3 caminhos para os divorciados ?..

      • Doni Macedo disse:

        Qualquer que deixa sua mulher, e casa com outra, adultera; e aquele que casa com a repudiada pelo marido, adultera também. Lucas 16:18
        E, se a mulher deixar a seu marido, e casar com outro, adultera. Marcos 10:12
        E ele lhes disse: Qualquer que deixar a sua mulher e casar com outra, adultera contra ela. Marcos 10:11
        Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e qualquer que disser a seu irmão: Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno.
        Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,
        Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta.
        Mateus 5:22-24

  15. Josi disse:

    Acredito que o fato de vc pensar ter errado na escolha de seu cônjuge não lhe dá o direito ao divorcio, se vc errou deve assumir tanto o erro quanto as consequência dele, sair de um casamento e viver em adultério seria apenas mais um erro que traria novas consequências, quem condena o divórcio é a bíblia, a palavra de Deus, sempre que cometemos um erro e não queremos reconhecer, dizemos que quem nos alerta está nos julgando, como se isso fosse errado, qualquer um pode julgar afinal todos temos acessos aos mandamentos bíblicos o que não podemos é condenar, isso somente Cristo que é Santo, damos varias justificativas para justificar nossas escolhas, deixando de lado o poder infinito de Deus, se vc acredita que não fez a escolha certa peça a Deus que Ele opere o milagre do amor em sua vida, que vc possa amar seu cônjuge, se acha que ele não lhe ama peça que Deus coloque amor por vc no coração dele, enfim seja lá qual for o problema do seu casamento entregue nas mãos de Deus que ele vai operar, desistir e partir para outra com certeza é mais fácil mas precisamos ter em mente que o caminho que leva ao céu é o estreito, Cristo não falou que seria fácil e sim que teríamos aflições mas falou Tb que nEle somos mais que vencedores, que Deus nos abençoe e nos de sabedoria para entendermos a sua vontade para nossa vida, pastor Daniel continue sendo benção e pregando a palavra do nosso Senhor.

  16. gilson disse:

    pr Daniel continue pregando a verdade tudo que voce sitou e biblico, quem quizer obedecer obedeça quem nao quizer noa obedeça, cada um dara conta de si diante de Deus

    • Gilson,

      Eu gostaria de saber o que o pr Daniel Batista ensina sobre ” dizimo “. Pregar a verdade sobre esse tributo que nao e doutrina fundamental do Novo Testamento. Sera que ele, pr Daniel, e cobrador de dizimos ?.
      Seria bom se ele proprio pudesse responder esse questionamento com o mesmo impeto como ele fala sobre divorcio.
      Paz seja contigo

      • Reginaldo para quem Abraão deu o Dízimo? Qual a significancia da lei e dos profetas para Cristo? Estude, compare as formas e depois publique e então debatermos este tema!

  17. ALBERICO MATOS disse:

    GOSTARIA DE PERGUNTAR AOS AMADO PASTOR QUE EXPLICASSE
    SE NO VELHO TESTAMENTO O ADÚLTERO ERA CONDENADO A MORTE (Levítico 20:10), ENTÃO POR QUE DAVI E BATE SEBA COMETERAM ADULTÉRIO E NÃO FORAM CONDENADOS A MORTE?, HAJA VISTA QUE DAVI COMETEU ADULTÉRIO E DE ACORDO COM A BÍBLIA DAVI ERA CONFORME O CORAÇÃO DE DEUS (Atos 13:22).

    • Caro Alberico leia o texto. Davi não morreu por que se arrependeu do seu pecado, o qual foi repriendido por Natã! Posteriormente encontrará inúmeras ocorrências de desgraça e maldição por causa desta “quedinha” de adultério. Deus estabeleceu desde o início que o seu prazer não está na morte do pecador e sim na sua salvação!

  18. Pr Daniel Batista
    Paz seja contigo

    Estava esperando uma ressposta mais contundente e esclarecedora.
    Eu continuo esperando que prove a luz do Novo Testamento a cobranca do dizimo. Onde o apostolo Paulo exortou sobre essa doutrina ?. Onde esta a base doutrinaria para que esse tributo seja praticado ?.
    Eu continuo aguardando uma resposta.

  19. Lucimeri O. Moreira disse:

    Interessante que dá pra ver de um ângulo muito simples tudo isso….. Se o único pecado imperdoável em questão é o divórcio, ainda que o divorciado não conhecia a Cristo no tempo desse delito, por outro lado se houver a morte do conjuge a pessoa está livre da condenação, então no homicídio há o perdão, logo se um conjuge matar o outro é “vantajoso” pois aí ele é perdoado, pode casar novamente, e é tudo alegria……rsrsrsrsrs
    Amados militantes contra o divórcio, está faltando bom senso aí nessas teorias, afinal em suma é essa a idéia que está sendo passada, e acredito que ela não seja tão coerente quanto vocês estão querendo parecer…… Que a “Graça do Senhor Jesus vos alcance”…….

    • Lucimeri Esta publicação doutrinária é motivo de muitos risos? No inferno gente como você chora! O segundo casamento não é um ato imperdoável como tua ganância disse, pois o mesmo se aceitar a Jesus Cristo como Salvador e, arrepender-se do pecado será salvo segundo a dispensação da Graça para qualquer pecador! A questão aqui a ser dita biblicamente: (1) Graça não legaliza o pecado Rm 6 (2) O evangelho é arrependimento Lc 24.47, que diríamos mudança de procedimento, Deus não imputando o pecado de todos homens, mandou que todos arrependem-se (3) A parte hipócrita de quem pensa como você, se devemos aceitar pessoas nesta condição ilícita sexualmente, maritalmente, (2 casamento), e batiza-las no batismo da morte como uma “encenação” esta ideia deve servir para todos o0s casos, como homossexuais, polígamos e etc. Teus exemplos são vazios como a tua cabeça!

    • Prezada irma em Cristo; A Biblia diz que os mentirosos e roubadores nao herdarao o Reino de Deus. Eu continuo aguardando o pronunciamento do Daniel Batista a respeito da cobramca do DIZIMO. Nao existe obrigatoriedade desse tributo como doutrina fundamental no Novo Testamento. O Daniel Batista e um cobrador de dizimo e mente quando ensina sobre esse tema. E claro e notorio o sectarismo nas posicoes que ele defende.
      Paz seja contigo

  20. lucimeri disse:

    ah. e eu esqueci de dizer “senhor juiz” que não estou indo para o inferno só por te contrariar nas sua teorias, e uma pessoa que julga como você talvez precise rever seus conceitos…. pois provavelmente o seu coração deve estar cheio de “inferno” pois a boca fala daquilo que o coração está cheio…. e se você tem intenção de ter um ministério saudável que ama vidas na internet, trate de considerar que você está sendo usado pelo diabo e a internet vai te ajudar muito mandando pessoas para o inferno…..

    • Minha cara o inferno existe, O Senhor Jesus o pregou mais do que o céu! Quero lhe dizer que a condenação está sobre os soberbos e impenitentes, por que rejeitam a Vontade de Deus (Rm 1.18) e amam o pecado (Rm 6). Trata-se de uma teoria, que os adultérios e fornicários não herdarão o Reino de Deus? Ap. 21.8. O que devo dizer para os que pecam? Que o Senhor os ama sem justiça? O problema aqui é tua dissimulação, não está em busca da verdade em Cristo, mas de administradores do caos e pregadores de um evangelho social!!!

      • lucimeri disse:

        Eu não estou defendendo o pecado e sim o pecador de ser restaurado, vontade esta que o Senhor Jesus deixa muito clara na sua palavra…. Ele morreu para haver vida sem condenação e inquestionavelmente o sangue do Senhor nos purifica de todo pecado e a cruz nos traz a libertação que precisamos para aprendermos do Senhor e vivermos Nele e as coisas passadas ficam para traz, esse é o evangelho que aceita o sacrifício e abre os olhos espirituais para conhecê-Lo e ter intimidade com Ele…. pecado é pecado e sempre o será e pra ele tem a providência da cruz…. não vejo como alguém pode contestar isto, pois isto sim é evangelho e não teoria…. o prazer do Senhor está em Salvar as vidas e jamais condenar….. conhecer a bíblia intelectualmente até o ateu conhece, mais o que faz diferença é ter um relacionamento íntimo com o Senhor da salvação….. E além disso há muitas maneiras de se ministrar vidas sem tanta agressividade uma vez que o maior de todos os mandamentos é o amor…… Eu trabalho com vidas e preciso ter certeza que minhas palavras não são de morte mais sim de vida pra que elas tenham mais vontade de conhecer este Deus que eu lhes apresento….. quanto a sua posição eu respeito, o que não concordo é com a falta de respeito com as pessoas que precisam encontrar o caminho e acabam desistindo por serem ridicularizadas por que erraram um dia nas suas vidas…… veja o exemplo de Jesus com a mulher adúltera, que lição de amor ela recebe do Nosso Mestre…… Deus lhe abençoe….e fica na paz

  21. Katia disse:

    Estava procurando estudo sobre divórcio e ao ler tudo o que o pastor Daniel explicou aqui,senti testificação(Convencimento Pelo Espírito Santo).Muito bem colocado e analisado a luz da palavra de Deus.Deus ama o pecador e abomina o pecado.Provérbios diz que mais vale a repreensão aberta,do que o amor encoberto.O apost. Paulo diz que Deus corrige com amor.Deus abençoe Pastor Daniel,me senti muito bem com esse seu estudo.Continue imitando Jesus,que por muitas vezes foi criticado,disseram inclusive que Ele expulsava demônio pelo poder de Belzebu..e foi verdadeiro até a morte,e morte de cruz.A paz.

  22. Scheila disse:

    Puxa, o que me escandaliza é que aquilo que é pregado segundo a Bíblia, é considerado por muitos como se o pregador estivesse julgando, condenando e punindo as pessoas. Só que todo mundo gosta quando a pregação fala de que Jesus perdoa, ou que as portas estão abertas etc. Mas a Palavra diz que muitos serão chamados mas serão poucos escolhidos, porque será? Realmente, o Reino é pra quem anula a própria vontade por causa de Deus, quando amamos alguém nós abrimos mão de muitas coisas pela pessoa amada, quanto ao que ela gosta ou não. Com Deus não é diferente, nós provamo amá-lo quando priorizamos sua vontade. A Palavra diz “Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á.” (Mateus 16:25). O jovem rico era quase perfeito mas quando Jesus disse pra ele abrir mão de suas riquezas ele se entristeceu, não que devemos abrir mão de tudo mas, “Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração”. Será mesmo que você ama a Deus acima de tudo? Não se engane, Deus nos dá provas da Sua graça e amor incondicional, mas Ele é justiça e verdade. Deus procura adoradores que o adorem em Espírito e em verdade, e isso à luz da verdade está aberto a todos, mas poucos assumem essa posição genuína. Eu defendo a Palavra e não tenho nenhuma competência pra julgar e condenar, assim também o pastor, autor do artigo, mas a Palavra, essa sim é que te acusa e condena e também te absolve e te salva. É somente você que decide. Infelizmente não é fácil mas o Reino é pra mim bem mais compensador do que esta vida limitada. E termino dizendo que minha vida de fácil não tem nada, mas aí é uma outra história…..Mas eu escolhi meu alvo e vou lutar contra minha insistente carne para fazer a vontade de Deus em todo seu contexto.

  23. Amanda disse:

    A Paz Pastor Daniel, tive a mesma revelação através da Palavra sobre o divórcio! Infelizmente tenho diversos amigos “cristãos” passando pelo divórcio e o que mais entristece meu coração e que todos estão cegos espiritualmente e acham isso normal! Quando tentei mostrar a verdade, todos foram irredutíveis! Sei que quem os convencerá do pecado é o Espirito Santo, estou orando e sei que o Espírito de Deus irá se manifestar.

  24. Helen disse:

    http://www.casamentosrestaurados.com.br/ (Recomendo, Site do Pr. Fernando César)
    Concordo com o Sr. Pr. Daniel as pessoas querem seguir a porta larga, e se divorciam por qualquer motivo, financeiro, beleza, etc…tudo fora da Palavra de Deus, Adultério tem perdão, Jesus perdoou a adúltera e pediu que ela não pecasse mais, segundo casamento somente com a morte de um dos cônjuges.
    Adulterou? Perdoe, não somos mais que Cristo que nos perdoa por tudo, infidelidade, falta de amor à Deus, amor próprio, e muito, muito mais coisas piores. Em caso de violência e perigo eminente, é permitido a separação de corpos, mas nunca segundo casamento. Deus dá tudo que se pede à Ele, e não pode restaurar um lar destruído? Mentira de Satanás e invenção do mundo como forma mais fácil de escape para fugir do pacto feito com Deus e a esposa/marido.
    Gostaria de poder conversar mais com o Pr.
    Fique na Paz, e defenda a verdade até o fim.

    • Perfeito Helen!

      Divórcio é uma porta de emergência, nunca uma porta de saída!
      A pessoa pode se divorciar para evitar ser morta pelo marido, para evitar pegar uma doença porque o/a marido/esposa adultera constantemente em boates, com prostitutas… mas terá que ficar sozinha, e buscar pela restauração do casamento (esse é o passo bíblico).

      Passei por isto recente… ficamos um tempo separados mas não chegamos a nos divorciar. Minha esposa chegou a alugar uma casa para ela e nosso filho. Estava tudo acabado mesmo, ela estava decidida que não havia mais amor… então no período que ficamos separados, foi o período que utilizei para orar mais ainda, buscar mais, estar mais firme na igreja… e posso testemunhar que minha esposa voltou para casa, arrependida, e com medo que não a perdoasse, mas pra glória do Senhor estamos nos amando mais do que antes e vivendo muito bem. Ela reconhece que se eu tivesse desistido fácil tudo teria sido diferente… nada é impossível para Deus!

  25. ancelmo disse:

    Parece que o tema é muito polémico.Pois há uma diferença entre repudiar e divorciar.Nao encontrei na biblia Jesus dizer que divorcio é pecado,mas repúdio,sim. repudiar é dá desprezo,podendo ,depois,continuar.,mas divorcio é dissolução absoluta,onde ambas as partes aceitam ,judicialmente. Creio que quem está repudiado,peca ,pois está ligado legalmente.Pois quando o casamento é feito, é feito pela via judicial.Por isso,(se eu não estiver errado),quando se divorcia ,não peca. Devemos procurar o sentido literal da palavra repudiar e diviorciar,que como diz o dicionário , e ,até,o grego eo hebraico,sao coisas diferentes. O divorcio não é uma coisa saudável.Entendo que quando as partes se divorciam,ou uma das partes pede o divórcio,nao tem como a outra ficar algemada ou condenada a solidão.
    Peço orientação a quem tem maior conhecimento a cerca do assunto.Conquanto seja na palavra de DEUS.

    • A Bíblia e o Divórcio

      1- Casamento

      O Matrimônio não é uma conveniência social inventada pela humanidade para preencher uma necessidade ou condição temporária e, portanto, para ser revisado ou abandonado conforme os caprichos de qualquer homem. O matrimônio foi instituído pelo Deus Altíssimo e sua relação com a raça humana é tal, que não pode ser modificada, nem a parte considerada mais insignificante, sem graves conseqüências. O casamento foi criado por Deus e, posteriormente, revelado pela Lei e pelos profetas nas devidas condições estabelecidas, procurando instituir união legítima(sem mancha ou mácula)que sirva de modelo aos homens. O corpo matrimonial é sagrado e inseparável.

      2 – Matrimônio – a Lei de Deus para a humanidade

      (Gênesis 2:23) “Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada. 24 Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.”
      (Mateus 19:4) – Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez, 5 E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? 6 Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.

      2.1 – Amasiamento ( Mancebia – Estado de quem vive maritalmente com alguém, sem ser casado). Relação sexual fora do casamento(meretrício;prostituição;fornicação).

      1 Coríntios 6:15 – Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e fá-los-ei membros de uma meretriz? Não, por certo. 16 – Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne. 17 – Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito. 18 – Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. 19 – Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?

      (1 Tessalonicenses 4:03) – Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição;
      (Gálatas 5:19) – Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,
      (Colossenses 3:05) – Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria;
      (Apocalipse 2:21) – E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua prostituição; e não se arrependeu.
      (Apocalipse 9:21) – E não se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua prostituição, nem dos seus furtos.

      2.2 – Divórcio(Dissolução do casamento)

      (Malaquias 2:14) E dizeis: Por quê? Porque o SENHOR foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira, e a mulher da tua aliança. 2:15 E não fez ele somente um, ainda que lhe sobrava o espírito? E por que somente um? Ele buscava uma descendência para Deus. Portanto guardai-vos em vosso espírito, e ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade. 2:16 Porque o SENHOR, o Deus de Israel diz que odeia o DIVÓRCIO, e aquele que encobre a violência com a sua roupa, diz o SENHOR dos Exércitos; portanto guardai-vos em vosso espírito, e não sejais desleais.

      (Jeremias3:01) – Eles dizem: Se um homem despedir sua mulher, e ela o deixar, e se ajuntar a outro homem, porventura tornará ele outra vez para ela? Não se poluirá de todo aquela terra? Ora, tu te prostituíste com muitos amantes; mas ainda assim, torna para mim, diz o SENHOR. 2 – Levanta os teus olhos aos altos, e vê: onde não te prostituíste? Nos caminhos te assentavas para eles, como o árabe no deserto; assim poluíste a terra com as tuas fornicações e com a tua malícia.

      Obs. O divórcio – trata-se de uma constituinte humana. Uma fuga do compromisso sagrado. Desde o início da civilização humana, o próprio Deus advertiu e condenou o repudio dentro do matrimônio legítimo e oficial.

      2.3 – Segundo Casamento

      (Romanos 7:02) – Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido. (7:03) De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido.

      (1 Coríntios 7:39) – A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor.

      (1 Coríntios 7:27) – Estás ligado a mulher? Não busque separar-te. Estás livre da mulher? Não busques casamento.

      (Hebreus 13: 4) – Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém, aos que se dão à prostituição, e aos adúlteros, Deus os julgará.

      (Lucas 16:18) – Qualquer que deixa sua mulher, e casa com outra, adultera, e aquele que casa com a repudiada pelo marido adultera também.

      Obs. O matrimonio mantém-se ligado pela lei do corpo(união física conjugal). Só poderá ser desfeito(dissolução) com a morte de um dos conjugues. Assim também, a lei de Deus está ligado ao transgressor enquanto a prática do pecado existir. Não há condenação, pela lei de Deus, para aqueles que agora estão em Cristo Jesus(Rm 8:01), pois não andam mais segundo(inclinação) da carne, mas segundo Cristo(morrendo para o pecado e para o que estávamos retidos antes de conhecermos a Jesus, Atos 17:30). Se dissermos que estamos vivos para Cristo Jesus, como poderemos servi-lo estando ainda vivos para o pecado?(Rm 6:02 e 15). Mortifiquemos o pecado para que Jesus Cristo viva em nós(Rm 6:11). Como podemos obter um segundo corpo matrimonial(conjugue), se o outro, do qual me desfiz, ainda vive?(Rm 7:02). Desta mesma forma, como poderemos obter o Novo Homem em Cristo, se o velho homem(pecador) ainda vive pela prática? Ambos necessitam do desligamento(carne), para que exista a justificação perante Deus.

      Má conduta matrimonial(poligamia; concubinato; divórcio), conseqüências e maldições citadas em registros bíblicos.

      Genesis 16:01 (Hagar e Ismael)
      2 Samuel 11 (Davi e Bate-Seba)
      João 4:17(Samaritana)

      2.4 – Traição conjugal não justifica 2 casamento

      No conceito humano, a traição conjugal é um ato doloso e irreparável. Sujeito a penalidades e retribuições de diversas modalidades. O que o Senhor Jesus falou sobre traição?

      A ofensa:

      Mateus 6:14 Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;
      6:15 Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.

      “(…)para sermos perdoados por Deus é necessário que perdoemos a ofensa. A constitucional de Deus para obtermos o perdão de Deus é sabermos perdoar. Como podemos afirmar (perdão) se o ato testemunhal, no caso do divórcio, aparta o conjugue ao invés de reconciliar-se? Anular casamento por motivos de traição conjugal não prova perdão, mas orgulho ferido por parte de quem se diz a vítima(…)”

      Quando Jesus aborda este tema(traição conjugal)e a permissão justificável para um repudio, não refere-se ao casamento legítimo(matrimônio) mas ao período pré nupcial. Preste atenção no termo original que Jesus usa para explicar sobre “traição“:

      (Mateus 5:32) – Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério.

      (Prostituição – grego “Pornea“), ato sexual praticado fora do casamento.

      Obs. Este versículo não cita delito de ADULTÉRIO(grego – moechea). A prática de adultério está retribuída aos que pecam dentro do casamento. Entendemos que foi o motivo, principal, que levou o Senhor Jesus citar o erro de Moises( o profeta que aprovou o repudio, devido a pressão pública no tempos antigos – no princípio com Deus não foi assim).

      Jesus falando:

      (Mateus 19:08) – Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim.

      Obs. Se a condição de Deus para o perdão dos nossos pecados, também requer “de todos” o perdão das ofensas(Mateus 6:14,15), como Jesus aprovaria o repudio por traição conjugal ou abençoaria um 2 casamento? Jesus não estaria contra este grande mandamento: o perdão. Existe perdão no repudio?

      Prostituição – Pornea(grego)

      Adultério – Moechea(grego)

      A história do casamento no A.T

      Esta comprovado na história bíblica, que o período pré-nupcial nos tempos antigos, excedia os mesmos valores que uma união civil(sem união de corpos), aonde eram feitos os acordos financeiros entre os familiares de ambas partes. Na cerimônia religiosa selava-se o acordo definitivo desta união(leito matrimonial). Pela explicação de Jesus, entendemos que a permissão para o repudio conjugal restringe especificamente o período pré-nupcial, no qual, envolvia casos como: mulheres que mentiam sobre a virgindade ou que cometiam traição sexual neste período de preparativos. O Senhor Jesus cometeria o mesmo erro que Moises e os Sacerdotes, permitindo o divórcio dentro do casamento legítimo? Para afirmarmos que este ato libidinoso, anti-bíblico e injustificável(2 casamento por traição conjugal), é aceitável na fé cristã, deveremos fraudar a constitucional do perdão, como mandamento principal, e mudarmos a expressão legítima do texto literário acima: prostituição para adultério. Pelas referências bíblicas, entendemos que é permissível uma anulação de um noivado – dentro dos devidos termos acima . O repudio no matrimônio(divórcio e 2 casamento), é contraditório, inaceitável e imoral.

      3 – O ato da Graça e a Lei do Pecado

      (Nova Aliança e Novo Testamento). Pela expressão bíblico-doutrinário, não há utilização do termo: legalização de pecados. A proposta de Deus para o homem é a libertação dos pecados(1 João 3:05), e a justificação daquele que tem a sua fé em Jesus(João 3:03). Deus procura através de seu Filho Jesus(corpo e sangue) regenerar pecadores para uma Nova Vida( Coloss. 1:20 á 22). Estabelecer uma reforma de caráter-conceitual e purificação de consciência(Tito 2:11 ao 14). Sendo Jesus o próprio Deus(João 1:01 a 03), estaria contra a sua própria Lei? Veio em carne(homem), para modificar este plano ou restringir o conceito de Deus sobre o pecado? Pelo ato da Graça salvística, Jesus deu liberdade aos homens de criar ou sustentar na fé o que é pecado?(Rm 6:01). O amor de Deus não se limita aos caprichos, conceitos ou pensamentos humano-pecaminosos. Assim como o Senhor é Santo, sejamos santos( 1 Pedro 1:16), independentemente da época em que estamos vivos, Ele continua o mesmo(Ap. 1:08).

      Jesus confirma :

      (Mateus 5:17) Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim destruir, mas cumprir. 5:18 – Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.

      Jesus veio cumprir a Lei através do seu corpo e do seu sangue, para estivéssemos na justiça de Deus. Morreu pelos pecados e deu a todos o direito do perdão e o poder da libertação( sem legalização de pecados).A Lei e os Mandamentos de Deus continuam vigorando. A Lei é Santa e o Mandamento justo e bom( Romanos 7:12); pela Lei conhecemos o pecado(Rm 7:07 – 5:20), e aonde não há conhecimento da Lei de Deus não há conhecimento do pecado(Rm 4:15);Ela nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo e a Graça. A Lei é não é feita para o justo e sim para o transgressor(1 Timóteo 1:09). Há na Lei de Deus o conhecimento do pecado e em Jesus Cristo(corpo e o sangue) o preço do perdão e libertação( mortificação dos pecado no nosso corpo – Romanos 6:23).

      Obs. Se obedecemos a Jesus, cumprimos o mais importante da lei(espiritual) de Deus – por meio determinante desta fé. Se o desobedecemos, tornamo-nos transgressores da lei de Deus(1 João 3), sendo assim, quem a transgride não herdará o reino de Deus(1 Coríntios 6:09 a 11 – Ap.22:15) e quem serve a Jesus Cristo tem por condição de fé: abandonar a transgressão e o pecado praticado.

      4 – Apelo Pastoral:

      Todos que procuram a Salvação da sua alma, pense com a mente de Cristo e busque o profundo entendimento da fé. Deus não muda de acordo com o tempo ou costumes culturais – Ele permanece o mesmo. A fé cristã não permite que os seus termos doutrinários se relativizem ou sejam absorvidos pelos meios político-humanísticos deste século. A compreensão da fé, está na decisão por Jesus Cristo e o quanto queremos alcançar em vida a Salvação de Deus.

      A tua esposa(o) legítima(o) ainda vive?? È com ela(e) que vc deverá estar( se possível busque reconciliação) ou espere no Senhor Jesus á justiça( 1 cor 7 ). Não busque outro casamento( 1 Coríntios 7:27).

      “mas aos outros digo eu, não o Senhor: se algum irmão tem mulher incrédula, e ela consente habitar com ele, não a deixe. Se alguma mulher tem marido incrédulo, e ele consente habitar com ela, não o deixe. Pois o marido incrédulo é santificado pela mulher, e a mulher incrédula é santificado pelo marido crente. Doutra sorte os vossos filhos seriam impuros, mas agora são santos“.( 1 Coríntios 7: 12,13,14).

      MARANATA, JESUS ESTÁ VOLTANDO !

      Pastor Daniel Batista

      IGREJA CENÁCULO DA FÉ PARA AS NAÇÕES

  26. Adriane Braz disse:

    Manifesto meu pleno acordo com as palavras e enalteço a coragem do pastor em ministrar a genuína Palavra de Deus revelada nas minúcias. Essa história de casamento de divorciados é algo que lamentavelmente foi difundido e praticado sobretudo no meio “evangélico”, sempre com essa roupagem “quem sou eu para julgar alguém” e bem que poderia ser desmotivada e freada se “pastores” parassem de fazer concessões (concordando em casar divorciados ou divorciado com solteiro). Não se trata de julgar e sim transmitir a mensagem bíblica sem distorções e adaptações. Todos os casais casados passam por imensas dificuldades e tão graves quanto a de pessoas que um dia se casaram, mas optaram não apenas por se largar de seu cônjuge, mas envolver outra pessoa em recasamento. De fato, o divórcio é previsto na Bíblia, mas em nenhum momento e por nenhuma razão é incentivado o recasamento, apenas no caso de pessoas viúvas. As pessoas não se sentem plenas e confiadas de que Deus é capaz de suprir todas as nossas necessidades, inclusive as de cunho emocional, mais um motivo pelo qual tem ocorrido com frequência a destruição de famílias sem a menor perspectiva de restauração.

  27. miler reinan disse:

    ola pastor, olha se alguém peca contra o senhor consegui esquecer? ou sempre que a um novo pecado o antigo é lembrado nem que seja para dizer: ele ja fez essas coisas e eu perdoei! se não lembrar amém pq em jeremias 31.34 Jesus deixa bem claro ” porque lhe pedoarei sua maldade, e nuca mais mim lembrarei dos seus pecados. Um, mais se lembrar ai não perdoou e assim não vai ser perdoado. Indo ao ponto perdoar quer dizer confiar? não ainda no livro de jeremias 17.5 maldito o homem que confia no homem logo não devemos confiar nem em nós mesmo pois não nos conhecemos imagina no caso de traição perdoar sim, continuar casado só se ainda existir confiança o que acontece quando a sinceridade pq sem confiança não dar.

  28. Sirley disse:

    Gloria a Deus por pastores como o senhor. Chego a chorar de alegria por ler tais palavras. Aprendi que em QQ situação o segundo casamento é errado…estou divorciada e nada demonstra uma restauração… Mas, dentro do meu coração… Aguardo o Senhor com sua resposta e providencia, mesmo tendo acabado o amor de ambos os lados…. Deus o abençoe pastor

    • Reginaldo Felix disse:

      Paz do Senhor Jesus seja contigo.

      O maior problema contido na mensagem do Daniel Batista e o fardo
      que coloca nas costas das pessoas que, infelizmente, passam pelo divorcio. O divorcio deixa traumas nas pessoas. E facil condenar, exortar e reprimir os divorciados. Cada dara conta de si mesmo a Deus, quanto o mim a biblia me ensina a amar as pessoas, independente do estado matrimonial. Gostaria somente de te esclarecer que, o Daniel Batista nao e o dono da verdade.

  29. ricardo disse:

    Esse Silas nada mais é que um parasita que defende seus principios próprios do que as verdades biblicas, e a respeito do divorcio concordo com as palavras do pastor que escreveu a matéria. Jesus não condenou ninguem, quem nos condena são nossas atitutes. Jesus não condenou a mulher adultera, mas ele disse mulher não peques mais. Pois a consequencia do adulterio a havia colocado naquela situação.

  30. milton disse:

    A coisa é muito complexa, eu ja vi mulheres sendo espancadas todos os dias, e irmãos falando que ela tinha que orar pelo marido, não separar, homens e mulheres que passam por tortura fisica e psiquica, entra ano e sai ano. Filhos traumatizados. Só perguntar por aí, quantos filhos de pastores tem serissimos problemas psicologicos, inclusive de alguem que só fala em familia. Se viver por aparências é certo, para alguns, para outros não.

  31. Mariana disse:

    Tenho uma amiga que apanha do marido em casa. Na rua, ele é um santo e ai dela se falar qualquer coisa! Isso pode, né? Quanto mais ela denuncia, mais ela apanha. Ela não pode fugir dele, nem com respaldo de deus, né? E ela tem filhos. Será que vai ser saudável os filhos dela crescerem vendo o pai batendo na mulher? Vão aprender de que é certo tratar a esposa como bem quiser e de que deus ainda dá respaldo pra isso. Ah sim, ela já orou tanto quanto parou na delegacia e no hospital. E ela não queria se casar com ele, fez isso sob pressão do pai, também influenciado pela igreja que habitam. Isso pode, né!? Também não adianta se separar, não! Afinal, o que deus uniu, que o homem não separe!!

    • Mariana disse:

      Esqueci de mencionar: o pai e o pastor sempre mandam ela retirar as queixas, porque isso é depreciar o marido que não deixa faltar nada em casa. Sim, ele tem um bom emprego e ela não passa dificuldades nesse sentido.

      • oscar disse:

        o fato é que ele esta comentendo um crime! pode sim ser preso sem problema! faça a denuncia duas vezes, não importa o que pastores homens e tal dizem se ela não aguenta mais e ele não muda, cadeia nele

  32. Raimundo Nonato Pereira disse:

    Olá pastor Daniel, grande abraço
    Gostaria de deixar um pequeno lembrete para os irmãos que estão com o coração apertado por causa do DÍZIMO. Amados, esqueçam que o Dízimo é do velho ou do novo testamento, e simplesmente entendam que o dízimo é reconhecimento de que Deus lhe deu o que você possui. Abraão reconheceu isso 430 anos antes da lei e ficou tranquilo quanto a esse tema.

  33. Miguel disse:

    Pastor Daniel,

    Tenho imensas dúvidas quanto a isso, apesar de em momento algum na Bíblia ,não ser citado que é autorizado o divórcio e o segundo casamento, o que entendo da passagem abaixo é que sera julgado segundo DEUS, ou seja, terá chance a ser absolvido. Então, se a convivência no seio familiar há mácula, ACHO até que seria possível um divórcio, desde que a decisão de um dos cônjuge seja pura e não com esperteza ou leviandade, pois DEUS o julgará.O que o senhor acha?
    (Hebreus 13: 4) – Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém, aos que se dão à prostituição, e aos adúlteros, Deus os julgará.

    (1 João 4:7-8)
    7 Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus.
    8 Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor

    Nesta passagem onde diz que DEUS é Amor e em um matrimônio onde não há mais amor entre ambos, não seria lícito buscar o amor(outro casamento/DEUS), ao invés de manter um matrimonio com máculas(sem amor/sem DEUS)?

    Outra dúvida seria quanto a requisição ou busca por meio de oração de mudança do cônjuge e retorno do prazer no matrimonio.DEUS deu o livre arbítrio as pessoas, então muitas das vezes por mais que tenha oração por parte de um dos cônjuge e o outro não tiver disposto a buscar a CRISTO, nada mudará.Sendo assim, pergunto o que fazer?

    Desde já agradeço e que todo debate nos faça crescer!

  34. luci disse:

    M desculpe pastor..mas vc mesmo disse q Jesus usou de misericordia com a mulher adúltera . quando ela teria q morrer ,porque para ele importava a salvaçao dela .Então só caberá a a Deus no juízo final julgar a causa d cada um…..ex:uma mulher se casou pra viver até a morte com o marido,tiveram filhos ,e o mariido abusava sexualmente das filhas, até ela descobrir e manda-lo para prisão…Deus conhece a extrutura daquilo q ele mesmo criou,como q uma mulher ficara ligada a um casamento desse pro resto da vida se la tem apenas 20 anos ainda ,por causa de um infeilz q abusou de suas filhas..Deus seria tão injusto assim? fazendo um inoscente abrir mão de ser feliz com outra pessoa,por causa do erro do outro? Claro q não!! DEus é maravilhoso e com certeza n condenará essa mulher….há! só mais uma coisa..,,infelizmente não m adianta nada ser um conhecedor de Gnesis a Apcalipse,se primeiramte eu não tiver amor….cuidemos como reprendemoas alguem,UMA PALAVRA PODE MATAR

    • Luci o Senhor usou de misericórdia com a mulher pecadora por intermédio de dois elementos básicos do seu Evangelho: (1) não imputando o seu pecado (2) mandando não pecar mais! A única coisa que mata segundo a fé é o pecado, na realidade de Cristo ninguém morre afogado em águas limpas ou por que Deus falou de mais!! Vá se converter e leia a bíblia com atenção!

      E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais. João 8:11

      http://www.cenaculodafe.com/sitenovo/divorcio.pdf

    • Almir Archanjo disse:

      acorda irmão, a palavra do Criador é reta e Deus nada tem haver com nossas escolhas!
      escolher com quem casar é fundamental para uma convivência sadia e abençoada.
      se houver divorcio por más escolhas como um conjugue violento ou afeminado ou tarado etc, dentro do casamento a responsabilidade é dos dois pois ouve uma concordância em casar se e uma aliança diante de Deus! A mulher adultera foi perdoada e aconselhada a não pecar mais ou seja não adulterar com mais ninguém! isso inclui ela ficar sozinha pois se ela se relacionasse com outro homem cometeria o mesmo pecado de antes e de nada aproveitaria o perdão de Cristo! Claro que essa passagem não da respaldo para um segundo casamento já que seria adultério se o conjugue original estiver vivo. Se falar a verdade sobre esse terrível e mortal pecado não é amor então acreditar em ensino apostata onde as palavras são suaves e sem compromisso com a palavra do Criador é o melhor? então vai fundo pois a decisão é de cada um em crer no que está escrito ou em falsos que querem agradar com palavras lisonjeiras os ouvidos dos incautos!

  35. valdeci disse:

    oça q vou dizer mamado nao existem disculpa , divorcio, mas recasamento nao ,

  36. luci disse:

    Pra q m insultar “pastor”,estou apenas querendo entender sua posiçao,todos nós poderíamos debater um assunto sem trocar ofensas..Como pod mandar eu ir m converter se vc nunca m viu,não m conhece…O FATO DE EU NÃO CONCORDAR com A ou B NÃO SIGNIFICA Q NÃO SOU CONVERTIDA MEU AMADO, me desculpe minha franquesa, mas pelos seus comentarios anteriores,fica dificil acreditar q vc seje um pastor amoroso ..Porque de uma ovelha agente tira só os carrapichos….sem mata-la com palavras duras, como as que vc usa para defender uma ideia….

    • Lucimeriom@gmail.com disse:

      Ate por que a Palavra de Deus nao precisa de
      advogado pra defende la pois o Espirito Santo é suficiente pra fazer o Seu papel…. Nao precisa ninguem fazer o papel Dele….

  37. Ricardo disse:

    Me explique por favor então, oque deve fazer uma mulher, cujo foi traída, perdoou o marido, e o mesmo não quer mais voltar pra casa?

    • Lutar para que a justiça segundo a Fé se cumpra sobre quem está relutante! Porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; de outra sorte os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos. 1 Coríntios 7:14

  38. André disse:

    Olá amados, vejam esta pregação “Casei no tempo da ignorancia” http://www.casamentosrestaurados.com.br/#!pregacoes-em-audio/c1mb6
    Segundo casamento é adultério, a pessoa nesta situação está com um marido esposa (que não são seus). Deus não destrói uma familia para fazer outra. Isto é obra de satanaz que conhece a escritura mais que nós e tenta nos enganar.

    Pecado é pecado, e a graça não legaliza pecados! Veja o caso de Zaqueu, um publicano colhetor de impostos que na época da ignorância “desviava dinheiro”, ao ter um encontro com Jesus e ser salvo a primeira providência que fez foi restituir tudo o que “pecou” no “tempo da ignorância”.

    Ele podia ter dito a Jesus “Isso tudo o que eu adquiri é porque eu não sabia por isso vou ficar com isso” mas não ele reconheceu e abandonou o erro.

    Deus não leva em conta o tempo da ignorância, mas chama todos ao arrependimento, isto é Deus não leva em conta o tempo da ignorância mas agora está te notificando.

    Arrependimento = Abandonar o erro.

    Que Deus nos ilumine.

    Abrçs

  39. claudia correia de mel torres disse:

    Quer dizer Pr. Daniel que o senhor não tem pecado e nem mancha em seu passado? O senhor sente-se o próprio Deus, julgando e mostrando-se perfeito.

    o senhor não sabe o que é dor, humilhação, ser etspancada, agredida e etc…, mas sabe como julgar com perfeição, condenar
    cuidado! Porque com esta mesma medida o senhor será medido!

    Obrigada Deus!

    Quando o Senhor permitiu o divórcio e deixou bem claro para nós humanos mortais, sofridos diferentes do Pr. Daniel que ousa sentar-se em teu trono e perseguir inclusive, um um ungido teu, um irmão em Cristo.
    Peço que o perdoe Deus, pois em sua inflamada arrogância e inveja não sabe o que diz. Mas sei que o Senhor não exitará em ensina-lo nem que seja a duras penas..

    Sou uma ex divorciada pastor, eu eDeus conhece a minha dor e nunca permitirei ser julgada por humanos pecadores igiais a mim.. o Senhor precisa imediatamente de Deus, ser realmente convertido.

    • entendi por que você ficou nervosa com este texto! Justifique biblicamente e para de enrolar!

      • irma Pri disse:

        Paz do Senhor a todos. Irmãos esse estudo a princípio mto me alegrou. Mas ao decorrer fiquei assustada e impressionada. Irmãos q foram duros uns com os outros. Q saíram magoados. Misericórdia. Se um ímpio lê ñ se edifica e sim se escandaliza. Algo ficou vago.

  40. Almir Archanjo disse:

    Segundo a luz da bíblia um segundo casamento enquanto o conjugue vive é adultério!
    a bíblia é clara quando diz que um segundo casamento é adultério quando seu conjugue original ainda vive mas a dureza do povo é tanta que prefere falar que é julgamento de quem prega a verdade sobre o divorcio e o adultério do que aceitar a palavra de Deus , casamento é somente permitido a solteiros e um segundo casamento para viúvos, mas para conforto daqueles que preferem obedecer a homens do que a Deus, existe ensinos de demônios como o do Malacheia para confortar e conduzir ao inferno já que os adúlteros não herdarão o reino dos céus, é claro que enquanto se mantem um relacionamento adultero se mantem também a pratica do adultério não existe anulação para esse pecado a não ser que um dos conjugues morra, que a pessoa fique só ou volte para o conjugue, claro nisso existe o livre arbítrio de escolher seguir a Deus ou aos falsos ensinos, sua salvação ou condenação está nas suas mãos!

  41. Flavio Bortoti disse:

    Paz a todos.
    Meu respeito a todos, porém apenas uma observação, Deus apenas não concorda com quem se divorcie, também não aprova a mentira,a inveja, a orgia, etc e os que julgam, serão julgados (é o que esta na biblia Pastor Daniel?), entendo que nos seres humanos somos falhos, temos que sempre fazermos uma auto analise e perdirmos perdão pelos nossos pecados e procuramos sempre orar e pedir a orientação de Deus, Jesus disse que perdoaria todos os pecados, com exceção a blasfemar do Espirito Santo, creio que quem se casa, não tem intenção nenhuma de se separar, infelizmente por motivos de falha humana seja nossa ou do cônjuge ou dos dois, temos de acordo com a palavra de Deus o seu perdão se assim se arrependermos, e procurarmos fazer o que é de tua palavra, toda a separação traz consequencias, e não preciso ser Pastor (com todo o respeito Pastor!!!)e sim um estudioso da Biblia sobre oração e orientação divina para entender a palavra que Deus deixou para todos.
    O dever de todos que querem de fato a salvação é procurar sempre fazer a vontade de Deus, se erramos seja por divorcio ou outro pecado é procurar se consertar e ser firme na palavra de Deus, lembrando que somos pecadores, todos pecaram e carecem da glória de Deus,condenar um divorciado é não entender o perdão de Deus e agir como os antigos Sacerdotes, pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, quem somos nós para julgar????

  42. elias bonassar neto disse:

    Bom Pastor DanielBatista;
    O mundo é Juiz Iníquo e é bom conivente com seus filhos,
    mas duro e severo contra com os Filhos de DEUS!
    o Mundo jaz no Maligno !

  43. Alessandro Barbosa disse:

    Muito bom esse artigo, achei muito interessante , mas tem alguns detalhes q eu tenho dúvidas. Antes de qualquer coisa quero deixar bem claro q também sou a favor do casamento e q temos q fazer de tudo e lutar para q não acabe em divórcio.
    Como uma irmã comentou anteriormente: ninguém casa pensando em divorciar. Claro q não.
    Agora vamos para as minhas dúvidas:
    1o. Foi dito q no original grego o q Jesus quis dizer foi fornicação. O assunto era sobre casamento e divórcio. Existe fornicação entre casados?
    “Ah mas foi quando ele casou e descobriu q ela não se guardou virgem”.
    Então eles não eram casados. O assunto ali era de pessoas casadas. Divórcio é pra quem é casado e não pra namorado ou noivo. Complicado isso aí.
    2o. Se Jesus quis dizer isso realmente e foi dito no comentário q tem q perdoar, então pq não perdoar no caso de fornicação também?
    3o. É claro q temos q perdoar! com certeza. Mas perdão é pra quem se arrepende. Ou não? Se alguém pecar e não se arrepender do seu pecado Deus vai perdoar?
    Estou divorciado nesse momento. Não pq quis. Casamento envolve 2 pessoas. Cada uma faz o quer da sua vida. Eu não posso amarrar ninguém no pé da cama. A pessoa quer ir embora, o q posso fazer? Minha ex me traiu , pediu divórcio. Por mais q lutei não teve jeito. Depois quis voltar. E quando voltou descobriu q estava grávida. Aceitei de volta e até assumi filho q não era meu. Depois de um tempo descobri que ela estava me traindo de novo. E aí como é q fica? Estou no pecado é isso? Perdão é pra quem se arrepende. E mais! Posso perdoar novamente? Devo! Mas voltar já é outra história. Não penso em casar de novo. Não. Mas voltar também não. Tô no pecado? Só quem pode jugar é Deus. Pq que quem julga vai para o mesmo lugar q os adulteros.
    4o. Prostituição é qualquer tipo de relações sexuais ilícitas. Fornicação é ilícito e adultério não. É isso mesmo?
    5o. Em Malaquias foi traduzido divórcio. Mas no original a palavra é repudiar. E repudiar é simplesmente abandonar a mulher sem direito a nada. A carta de divórcio q Moisés deu foi para proteger as mulheres desses abusos q os homens de coração duro daquela época faziam. O contexto de Malaquias mostra isso claramente quando diz q ela era a companheira da mocidade dele. Quer dizer, “agora q ela tá velha não quero mais. vou manda-la embora”. Isso Deus odiava. Deve ser o caso desse pastor da foto, pq ele já é idoso e tá com uma novinha.
    4o. os fazizeus o perguram se podia por qualquer motivo e Jesus finalizou a conversa com um motivo. Uma exceção da regra. O Paulo também falou de um outra ocasião q era permitido : Se o conjuge descrente quiser ir embora. Paulo diz q deixasse q nesse caso o conjuge crente não estaria em servidão.
    Paulo e Jesus iriam contradizer a Deus? pq se Deus odeia o divórcio, então eles estão contra Deus?
    O próprio Deus se contradisse então em Jeremias 3.8. Ele disse q deu carta de divórcio para a infiel israel.
    Parece q estou impondo algo mas não é. Eu coloquei essas coisas para realnente gerar um debate saudável e edificar e q , inclusive, vai tirar minhas dúvidas. Percebam também que eu nem falei nem segundo casamento por causa dessas dúvidas. As pessoas vem me pedir conselho sobre problemas no casamento e o meu conselho é sempre pelo casamento e contra o divórcio. Sempre procuro levar as pessoas para o melhor caminho q é o perdão, o diálogo, a luta para vencerem juntos as crises, q a nossa luta é contra o diabo e q vamos orar e vencer juntos. Mas tam casos q lá no fundo, por mais q eu não vá falar em divórcio, eu tenho dúvidas.

  44. Elielson Ferreira disse:

    O pastor em questão mantem uma postura extremamente radical e usa a Bíblia para defender seu próprio interesse e esquece dos “demais seres mortais”. Aconselho aos leitores desse blog a não ficar preso a essas ideias e procurar conselhos de quem realmente se preocupa com as pessoas e analise a Bíblia não como uma prisão, mas como libertação da opressão. Para isso Jesus veio: libertar os sofredores!!

  45. Não vou nem perder meu tempo explicando as várias passagens da bíblia em que o termo ‘PROSTITUIÇÃO’ é empregado no sentido de ‘INFIDELIDADE’; até porque se o pastor realmente tem tanta sede da palavra assim, já deve ter estudado a respeito.

  46. Joao Carlos Leite disse:

    A paz do senhor
    concordo o senhor explicar sobre o divórcio
    mais procura ensinar mais sobre a santidade santificação.
    O conselho para o senhor foge fora do devede, porque a televisão vai levar muita gente para o inferno.
    Deus abençoe

  47. Filho de Deus disse:

    Porque vós não obedecem as palavras de meu Pai?
    Querem mudar o sentido da palavra para satisfazerem ás vossas vontades carnais, nunca meu Pai permitiu Divórcio.
    Vós adoram meu Pai somente de labios, pois seus corações são duro e maléficos, ( filhos de beliaal).

    Raças de Víboras, quem vós ensinou fugir da irá de Deus.
    Arrependei-vos dos seus maus caminhos e tome a sua Cruz.

  48. Raquel Costa Rodrigues disse:

    Pr.Daniel, A Paz do Senhor Jesus Cristo! Eu era solteira e convertida, e conheci um varão cristão ,só que ele era divorciado, eu procurei saber o motivo da separação, pois sempre pensei q em caso de adultério dese carta de divórcio, ele me contou Q a esposa foi embora com outro homem.Procurei saber se era verdade o q ele me contará, e casei despreocupada Q estava de acordo com a vontade do Senhor. Hoje fiquei sabendo por alguns teólogos Q eu estou em pecado.PrDañiel estou casada a 08 anos, o q faço? Amo meu marido! Perguntei se ele sabia disso, ele me disse Q em caso de adultério ele poderia se casar sim. Pr.estou em prostituição? O q faço se estiver?
    Obrigado!

    • Raquel Maranata! A união sexual de pessoa divorciada com outra pessoa configura adultério! Os adúlteros estão entre os que não herdarão o Reino de Deus, mesmo que os tais professem uma fé evangélica! O matrimônio não é uma conveniência social inventada pela humanidade para preencher uma necessidade ou condição temporária, para ser revisado ou abandonado conforme os caprichos de qualquer homem. O matrimonio foi instituído por Deus e esta relação com a raça humana não pode ser modificada com o tempo. Mesmo as partes mais insignificantes pertencem a Deus, independente da religião!!! Biblicamente só a morte separa um casamento legítimo, para traição a recomendação é o perdão, e no caso de perigos físicos a separação (mas que não se case com outro!). Cabe agora vc decidir o que é mais importante na tua vida, a salvação da tua alma, ou o conforto dos prazeres. Se decidir seguir a trajetória da tua salvação e conversão, deverá legalizar esta situação!! Estarei orando por vc, temos uma apostila sobre o tema em nosso site http://www.horadaverdade.com

  49. simone disse:

    Nossa então estou condenada a viver o resto da vida sozinha! fui casada,mas vivi um inferno,brigas e mais brigas não tinha carinho nem respeito e ainda apanhava.Acabei me envolvendo com outra pessoa e me separei. Depois de separada fiquei sabendo por outras pessoas que eu ja tinha sido traída antes. Meu sonho sempre foi ser feliz ter alguem que me ame e me respeite de verdade,mas agora depois desse texto perdi as esperanças pois pelo visto terei que viver sozinha…Meu ex era crente e eu era nova convertida ja se passaram 10 anos da nossa separação e ele se casou novamente. Eu tive outros relacionamentos e sempre acabava terminando pq essa duvida vinha na minha mente e eu terminava tudo com medo de não poder casar de novo.

  50. Complicado mesmo ! E sabemos que o evangelho é simples ! Quanto a palavra de Deus realmente não existe questionamentos. Mas o ser humano ao manejar a palavra que insira o amor se não se tornará muito cruel e morrerá na letra e a lei veio para que o homem saiba que está em pecado ! Meu esposo me abandonou e tbm o ministério no qual iria ser consagrado pastor pelo simples fato que ser pastor é difícil voltou para casa dos pais. Está afastado dos caminhos de Deus mas vai a igreja de vez em quando não quer compromisso , não dizima não membra nem lê a palavra tbm nunca cortou o cordão umbilical com papai e mamãe. Atualmente mora com seus pais e frequenta uma igreja aqui outra ali. Moro num estado e ele em outro e estamos separados 6 meses mal nos falamos ele quer um casamento de aparência pois não que deixar a casa de seus pais . Ele tomou essa decisão depois de 3 anos de casamento. Eu segui minha vida depois de ter tentado 4 meses de reconciliação membrei numa igreja participo da ceia e sou dizimista e ofertante apenas não assumi cargo na igreja. Me sinto muito só. E fico triste. Agora ele está falando em divórcio. Sou obrigada a forçar uma pessoa que não quer viver comigo a viver mesmo que seja para manter uma aparência se nem sexo havia em nosso casamento e ultimamente nem diálogo havia pois toda vez que eu chamava para conversar ele dizia que não havia nada para conversar. Acredito que casamento de aparência é viver na mentira. Os pais dele vivem um casamento de aparência a 20 anos dormem em quartos separados. Ele queria isso. Mas quando percebeu que a verdade iria vir a tona resolveu abandonar tudo. Acredito que pelo tempo afastado já deve ter tido adultério . Tenho 45 anos e ele 50 estou condenada ?

  51. Silo disse:

    Me responda por favo, meu esposo ja esteve em outro casamento que durou 4 anos, ela o traiu e pelo que sei ele ficou muito nervoso por isso ela com medo pediu divorcio pois onde ha traiçāo nāo ha amor, ele pediu perdao a ela por ficar nervoso e pediu que voltassem a ser marido e mulher mas ela nao aceitou, hoje sou casada com ele e ele esta estudando teologia para ser pastor, pergunto eu, a biblia o condena por ele ja ter sido casado.?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s