SENADOR CRIVELLA POR UMA DITADURA PARA PASTORES

 

 

 

Tramita no Senado Federal o Projeto de Lei 114/05, elaborado pelo Senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), que defende a regulamentação da profissão de teólogo e a criação de uma Ordem de Magistrados (Conselho Nacional de Teólogos), com o intuito de regulamentar e legislar atividades teológicas junto as comunidades evangélicas.

As bestas feras da apostasia da fé trabalham para estabelecer um governo eclesiástico (depotismo), para supervisionar, coordenar, planejar, elaborar, programar, implantar, dirigir, executar, analisar ou avaliar estudos, trabalhos, pesquisas, planos, programas, e projetos atinentes á realidade científica da religião (as responsabilidades e funções de um teólogo). Alem disso, todos que procuram obter função pastoral, deverão submeter-se a um exame obrigatório de ordem avaliativo-teológico(código de ética e disciplina), para o direito licenciado (habilitação) e assim, passar a ter atividades pastorais reconhecidas pelo Estado e pela CNT.

Este Projeto “Conselho Nacional de Teólogos” , cujo patente leva as insígnias do Estado Federal, busca moldar uma nova face para Igreja Cristã no Brasil (institucional) de acordo com os padrões da Nova Ordem Mundial.

Estes chacais, Silas, Crivella, Magno Malta e demais sindicais do movimento evangelico, reivindicam um Poder totalitário para o  movimento evangelical para privar  a liberdade e o direito das Igrejas cristãs de serem independentes ou separadas do Estado e de suas porcalhadas. O pedido possibilita a ascensão de um Governo Eclesiástico formado de lobos e salteadores,  segundo registra a matéria escrita pela Revista Eclésia (edição142).

A laranja política da IURD, anfitrião do PT, Crivella e a cambada da elite evangelica quer o controle dos meios de comunicação e da educação cristã no Brasil para continuar oferecer liberdade condicional ao anarquismo do mais auto grau (Conselho de Pastores do Estado). Licenciar mecanismos do governo mundial (besta) para o domínio religioso. Estabelecer o controle  INSTITUCIONAL por meio de homens frios, cruéis, cabeçudos e sem princípios – em meio a um terreno impessoal, puramente habituado aos interesses de seus donos (Franco-Maçonaria).

 

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s