“HOLOCAUSTO NA COMUNICAÇÃO” MARCO ESTATAL NA INTERNET

Dilma sanciona a Lei do Marco Civil da internet PL 2126/2011 nesta quarta-feira, e deu a corrupção governamental mais uma conquista. O governo pelo Partido!

Podemos tirar deste episódio uma piada pronta: “PT zelando por “privacidade”, “acesso à informação” e “liberdade de expressão” dos internautas”. O texto representava, de fato, um ataque feroz a inteligência pelo despotismo ousado. Com esta aprovação “Marco Governamental” a burrice brasileira foi coroada com méritos!! A confiabilidade de termos passe livre à circulação de informações, a efetiva liberdade de escolha como usuários finais, a privacidade e liberdade de expressão, agora, nas mãos do PT para serem administradas e julgadas. Crer que o PT cuidará para que a Internet seja livre é o mesmo que crer que o lobo cuidará bem das ovelhas!

O próprio relator do projeto, o deputado Alessandro Molon (PT-RJ), afirmou que a neutralidade de rede é “o coração do Projeto de Lei”. Diante disso, a lei tem por pilares (i) a neutralidade de rede, (ii) a privacidade e (iii) a liberdade de expressão. A piada é que estes pilares de garantias, deveres e direitos para o uso da internet no Brasil serão gerenciadas por um Partido (PT).

A interpretação jurídica foi dada a um bando de indivíduos corruptos que são especializados em reunir informações que lhes garantam apagar a militância do crime! A astúcia de Dilma, com a ajuda da GLOBO, pelo Marco Regulatório aprovado para o PT ficar no Poder, submete toda a Web ao controle do governo mais corrupto da história. Atividades como as de um editor, serão submetidas a censura e patrulhamento oficial, inviabilizando serviços e conteúdo. A Democracia é a marca de censura deste despotismo.

O governo federal do PT resolveu aproveitar a repercussão do caso de espionagem eletrônica promovida pelo governo americano, para investir mais uma vez sobre o Congresso e conduzir senadores e deputados “comprometidos” à aprovação imediata deste Marco Civil da Internet, por que precisa se defender-se da espionagem da Internet por mídias independentes e anti-petistas!

Imaginemos, se o Governismo virtual tivesse chegado antes, antes dos Black Blocs? Eles seriam apenas jovens ! A anarquia cujo ordem e pagamento veio de partidos de esquerda nunca teria sido revelado à público o seu esquema! Os próprios mensaleiros se transformariam heróis políticos ou simples ladrõezinhos avulsos, que agiam pelas costas do inocente poder público! Assimilação pública destes acontecimentos e, dos fatos reais desta política podre deste país, seriam tiradas de uma experiência histórica muito bem elaborada, de acontecimentos notáveis que obviamente seriam aumentadas por intermédio de uma imprensa mentirosa, rica e cheia de leis cegas!

Faço questão de ampliaresta possibilidade e disposição a nível internacional. As discussões a respeito do novo Marco Civil da internet no Brasil, escondidas em justificativas de que o problema é falta de privacidade na rede e, carência de legislação para combater os crimes de internet, também serviu de desculpa para reacender este debate em outros países. No entanto, em tempos de globalismo, as Nações Unidas (ONU) confirma a cada dia, passo a passo, o seu intento de ampliar os meios de regulação das comunicações, mesmo que em alguns momentos isso venha manifestado por meio da defesa de políticas nacionais de comunicação.

Grupos globalistas como Fundação Ford, Rockefeller e Comissão Trilateral, unidos a ONU, apagando direitos nacionais, no sentido próprio da expressão, promovendo guerras econômicas, financiando milícias guerrilheiras para queda de governos, aumentando segurança militar aonde reinam os distúrbios e as desordens, implementando vigilância tecnológica nas fronteiras e jurisdição internacional para diminuir o poder dos Estados! Um Governo Mundial e, a chave disso, seria a criação de agências reguladoras nacionais como UNESCO e UNICEF. Esta regulação totalitária, de unificação global, tem vista apocalíptica! O governo da besta [anticristo] nas descrições exatas, perfeitamente como afirmou o Cristo Ressurreto [Ap. 13;17], o qual é Bendito, amém.

O despotismo reinante mundial está em todas as nacionalidades! Uma avalanche socialista vem arrastando tudo o que está na frente, atingindo diversas nacionalidades, com investidas consecutivas entre países súditos e, a canalização das informações é um aviso! Hannah Arendt dizia que a diferença entre um governo autoritário e um totalitário é que no primeiro se utiliza da censura, do fechamento de jornais e bloqueio de informações. O segundo, pelo contrário, depende de grandes integrações e forte incentivo ao choque cultural – o que gera a necessidade de uma arbitragem imparcial e portanto superior – deixando as relações humanas tão complexas e exigindo maior regulação, controle e demandando poder das instituições que estejam à frente do processo.

Desde a década de 1970, a UNESCO discute a suposta descentralização das comunicações e um maior controle sobre os meios de comunicação por parte dos governos nacionais e regionais. O que aparentemente soa como algo muito democrático, na verdade faz parte de uma estratégia que aparenta querer neutralizar o controle comercial internacional, exercido hoje por poucas e grandes empresas. Mas impõe um novo tipo de controle que poderá permanecer nas mãos dos mesmos proprietários globalistas. O importante aqui é notar que a modificação proposta não visa trocar os detentores do poder sobre a mídia, mas na forma como ele é exercido. O paradigma do controle social é o que concorre para ser a matriz das políticas de comunicação no mundo todo!

O confisco da liberdade aqui manifesto (666) que precisou recorrer ao discurso improvisado, de revelação inesperada, graças à inconfidência de Edward Snowden que expôs ao mundo a evidência do monitoramento tecnológico pelo sistema PRISM da Agência de segurança Nacional (NSN) dos Estados Unidos. A engenhoca dos sabichões “sistema único” 666 que se deu à abstrata idéia da liberdade e a possibilidade de persuadir multidões por um governo que deseja obter passe legal de gerente proprietário de informações pessoais no mundo todo!

O pretexto que funcionou para o Obama falar de espontaneidade e administração visível (NSA) com mais de 1.930 empresas privadas contratadas por programas relacionados a contraterrorismo pela segurança nacional e inteligência. Quer fazer a sociedade acreditar que resistirão à tentação de usar estes serviços, como Google e o Facebook, e contatos na área de efeitos sociais tecnológicos para descobrir segredos, impedir concorrência, manipular ou apagar informações. É o que está por trás da tal “neutralidade de rede”, proposta pelo Marco Civil da Internet. Para quem teme o controle dos grandes monopólios de comunicação, cartéis de prestação de serviços de internet, há que se preocupar ainda mais com o monopólio estatal do controle do fluxo de informação, que atuará não exatamente no custo da prestação de serviços, mas na seleção de informações disponíveis dentro do país, como já é feito em muitos países ditatoriais. É bom lembrar que o governo brasileiro (PT) é recordista em pedidos de supressão de conteúdo ao Google. O poder de atuar nas informações que entram na internet nacional já é exercido com o aval internacional baseado nas diretrizes da Unesco (ONU).

Concluímos…

O Marco Civil é mais um meio de regulação proposto pela Elite Global que odeia a liberdade, centraliza riqueza e controla informações precisas 666 e, por isso, diz agir em nome da DEMOCRACIA.

O Marco Regulatório no Brasil que fará funcionar a maquina das corrupções em todas as escalas. A escápula dos indivíduos suspeitos de delitos e crimes para os quais o PT quer dar piedade e direito ao prestígio. Medidas de vigilância que obrigarão as informações, que deveriam ser observadas severamente pelo povo, ficarem escondidas em algum banco de dados em respeito a “Lei” como foi o caso de Dilma e Lula. Eles dão ao Poder internacional o que pedem e na troca recebem passe livre para implementar suas ideologias!!

Quer saber, este monopólio nas comunicações beneficia muito, também, a corrupção da Igreja Evangélica! Exemplo, Silas Malafaia odeia a internet, bloguistas e redes sociais! Alimenta constantemente os mesmos sentimentos em relação a internet, o que não pode controlar, como todos apostatas como ele também não! Devem estar aplaudindo a Lei, por mais que não possam admitir a público! O PT dos Malafaias agora autoriza, priva, busca e vigia todo conteúdo que os comprometa, ou que não esteja de acordo com as facetas de seus sistema espúrio! Lobos que sempre mamaram nos seios desta política (PT) e ungiram o projeto desta dinastia comunista e legalista.

No demais meus irmãos em Cristo, combatemos o bom combate da fé, aguardando a Boa Esperança do aparecimento de Nosso Senhor Jesus no céu!! O qual nos disse que não nos deixou órfãos e virá nos buscar!

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para “HOLOCAUSTO NA COMUNICAÇÃO” MARCO ESTATAL NA INTERNET

  1. Excelente comentário! Quero divulgar que tive um vídeo excluído da minha página do meu Facebook. Recebi o comunicado quando o abri ontem. QUEM TRATAR NOSSA BOCA NA INTERNET. Tudo bem, mas a minha voz fora dela ninguém vai impedir! E todo que puder compartilhar contra essa corrupção nojenta, vou compartilhar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s