Silas Malafaia e a unção do bode

 

Michel Temer Silas Malafaia

Está asseverado biblicamente que os sinais que seguem os falsos profetas é o êxtase, o profissionalismo e a fala enganosa. No ponto de vista teológico bíblico um falso líder podia ser visto de longe somente por sua mensagem, ao mudar as estratégias da advertência, denúncia e, expectativa, comunicadas por Deus. Já o conceito predominante do neopentecostalismo sobre um falso líder, se encontra no ponto da falta de reputação. Uma doutrina puramente metafísica, baseada no cálculo do poder, no resultado econômico e consolidação política.

Neste sentido pode-se falar com toda justiça normativa da ciência de Deus, atribuindo a construção sistemática do seu conhecimento, revelado em Si mesmo pelo poder da Cruz, que um líder fiel à Jesus é aquele que apresenta a verdade sobre a Fé. Este líder está destituído das contradições, do elemento sínico, como das ocupações intermediarias. Sabe que a verdade de Cristo não precisa ser imprimida por um tom absoluto de voz para que seja reconhecida “Assim disse Deus”. A força do testemunho sobre a Fé está organicamente ligada à dogmática do Evangelho “um viver com Deus com a essência de Cristo”. Prosseguindo este caminho, na tarefa de respeitar, preservar e defender a verdade de Cristo hoje, o que é padrão para o futuro, é inevitável que a nossa atenção não se volte para as falsas lideranças!

As Igrejas evangélicas empreenderam a filosofia dos dois caminhos: pela parcialidade e pelo erro. Falam das regras com entusiasmo científico rigoroso quando o objeto do lugar exclusivo é o seu intelecto. Uma hora moderados querem unir forças em nome da solidariedade religiosa, no sentido de fazer alvos para suas ambições. Incitam o povo a cometer erros visíveis, em nome do Senhor, com a doutrina dos limites das capacidades cognitivas da humanidade, quando os cadáveres jazem como esterco sobre o campo e não há quem os recolha. O pior é que o povo sempre acaba obedecendo os caprichos habituais, autenticando como mensageiros de Deus aqueles que são subproduto dos mecanismos deste mundo.

Silas Malafaia assinala ministerialmente a maneira majestosa dos dois caminhos. Um gênio administrativo da arte de saber governar religiosamente com idéias que saem do fundo do poço. Sua educação perversa, a crença de que a unção de Deus pode ser ministrada sobre a cabeça de políticos, fez desmoronar acontecimentos de corrupção envolvendo evangélicos que não querem acabar! Agora Silas não sabe o que fazer para esconder tantos cadáveres da sua política suja no Parlamento.

Exprimido de diversos lados, atirou para cima, e para baixo, empregou campanhas publicitárias de que suas canalhices colaboravam para defender os interesses da Igreja e do Evangelho. E tudo veio à baixo! Primeiro com o Lulinha da minha casa e minha vida. Aí pensamos: “agora este sentimento misturado com Pátria e Religião vai cessar no meio do povo!” Não, ficou ainda mais descontrolados e cegos.
Depois de vestir a camisa do PT, veio o PSDB, o PSB, agora o PMDB! É um reboque de ostentações com contradições. Acredite, tudo em um único indivíduo. As qualidades perniciosas e perversas desta figura execrável, que passa os limites dos feitos malignos desta terra, por incrível que pareça ainda tem força popular para seguir em frente [o Justo pelo bandido!]. O discurso de direito de consciência, que excitou muitos, o papo furado de direito a licença, o idêntico modo, tudo para arrancar a maior parcela do poder! Agora o Jesus de Silas segue pelo Michel Temer com a camisa do PMDB, e as escondidas fez o pacto com o bode . Quanto ao restante dos candidatos que orou e ungiu, estão desempregados no reino dos assembleianos por quebra de decoro. Acredito que ficarão sem o pãozinho da Santa Ceia por algum tempo! Procedimento CPAD!

Infelizmente para muitos evangélicos, falar sobre parlamentares como homens de Deus, ser eleito com os votos da Igreja, distribuir panfletos partidários como folhetos evangelísticos, promover campanhas eleitorais nos púlpitos, ungir a cabeça de candidatos com extrema-unção,  é obra de Cristo!  Infelizmente, são destas pessoas, as que estão rodeadas e vencidas por pressupostos, que nascem os distúrbios, o descontrole e a banalidade presentes na Igreja atual.

Maranata, Jesus está voltando!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Silas Malafaia e a unção do bode

  1. Carlos disse:

    Daniel Batista, não coloque todos gatos no mesmo saco. Parece me que estas introjetado da ideia subjetiva de que apenas sua igreja prega salvação plena. Sou obreiro assembléiano com muita honra e gloria pra Deus. Silas não me representa como pastor, mas isso me da o direito de criticar a denominação que ele dirige, pois existem pessoas sinceras lá. Além do mais, um pastor que critica outra denominação apenas pelas atitudes de seu líder sem levar em conta outras questões deveria se abster do Pr. Na frente do nome. Pois não é digno dele.

    • Caro Carlos as Assembleias de Deus adotaram este sistema congregacional, que firma as igrejas que levam o seu nome a realidade institucional completa e autônoma. A mesma ladainha que Silas usa para se descomprometer das atividades criminosas de seus parceiros de insígnia, o que representam contra Cristo já é histórico. A hipocrisia é, no dado momento destas atividades espúrias, quando tudo volta o que era antes, eles se reúnem como Assembleianos, como se fossem de uma mesma igreja, em sinais visíveis, para tomar decisões de natureza política!
      Acredito que muitos desta denominação se sentem constrangidos, até ameaçados por tal corrupção. Não muda nada nesta situação! Estes núcleos políticos se movimentam de maneira ambígua, por que o interesses ideológicos os une !
      O sistema adotado é o mesmo, como suas tradições. Dificilmente temos atualmente uma Assembleia de Deus que não aceite o 2 casamento, a política dentro da igreja e o uso severo formal de seus adeptos! Respeito tua posição, como compreenda minha posição! Deus abençoe.

  2. Luiz Gustavo Cosmo Silva disse:

    Parabéns Pastor Daniel, infelizmente o mundo está com muito, mais muito poucos pastores e líderes com a ideia da sua pessoa.
    Apoio e concordo com todas as palavras que estão em seu blog, creio que dentro da maioria dessas igrejas tradicionais como assembleias, batistas, presbiteriana, mundial,etc…o senhor JESUS não trabalhe, pois ele não entra onde está sujo, muito menos fala ou faz alguma coisa. Devemos sim julga e reter o que é bom em tudo, e temos que expor o pecado a todos, por que um membro podre acaba com o corpo todo.
    A Bíblia é clara quando fala que não importa se vc tem 30 ou 40 anos de ( crente), se é diácono ou coisa assim, você não vai erdar o reino do Senhor JESUS por causa de algum cargo ou por tempo que voce tem de igreja,mais se verdadeiramente voce for um cristão de verdade, que não aceita essa imundícia que está nas igrejas hoje, como culto de empresários, campanha de casamento, campanha disso ou daquilo,políticos em cima de altar, os jovens tomando conta da igreja, fazendo festas de todo o tipo,etc.
    Glória a JESUS que estamos no vim
    O Senhor JESUS vem nos buscar
    MARANATA irmão Daniel
    Que a paz do Senhor JESUS esteja sobre você e sua família, que o sangue do cordeiro te proteja em nome de JESUS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s