“Ecumenismo cara de pau” Kleber Lucas e Andre Valadão

 

 

Resultado de imagem para Kleber Lucas Ecumenismo

 

 

 

O diálogo inter-religioso é um plano de muitos séculos, e queira ou não queira, tem que se agarrar nas teorias sentimentais para levar para o fundo do esquecimento humano a extensão da personalidade do ensino de Cristo (mecânica da inspiração). Sem isso, a substituição da doutrina canônica pelo cálculo sentimental, as instituições identificadas e caracterizadas como interdenominacionais correm o risco de perder o emprego na ONU – CMI “Conselho mundial das Igrejas” .

A ousadia canalha deste cantor gospel “Kleber Lucas” em manifestar apoio ao movimento ecumênico contemporâneo  “unidade religiosa por gênero humano” tem base sistêmica e institucional. São criaturas demoníacas guiadas por uma Nova Ordem Religiosa feito de atores bem pagos para destruir qualquer obstáculo que se anteponha ao novo regime internacional. Este cara é uma das bestas que representam a continuidade de uma dinastia “MAÇONARIA”  feita de cabeçudos e falastrões que dependem disso: matar o protestantismo para obter o ganho de suas ações. Atos liberais como este se repetem, e se repetirão por muitas vezes, até chegar ao plano definitivo de uma sociedade sem religião! Á exemplo o ato ecumênico envolvendo outra figura do cenário evangélico, André Valadão, que não poupou amores ao  Padre Fábio de Melo.

A marcha regular deste evangelho social “cultura pela Paz”, de uma política progressista, também leva nível continental. O ponto de partida é o Congresso de Panamá em 1916, Montevidéu em 1925, Havana em 1929, que posteriormente formou o primeiro ecumenismo de cúpula oficial e integrado que se denominou Conselho Latino Americano de Igrejas (CLAI). Desde então, por toda América Latina, instituições desta competência assumiram a função administrativa de infiltrar seus agentes aqui no Brasil. Elementos revolucionários e liberais estão em fluente atividade, com  igrejas, redes de comunicação, organizações seminaristas, movimentos sociais, e populares, de modo a construir o conceito lixo da cultura da paz. A tensão desta força é um ecumenismo institucional (caráter interno) e um ecumenismo de movimentos sociais (caráter externo), no que tange a presença da sociedade religiosa.

Falamos aqui de um plano que multiplicará atos sistemáticos de uma fé canalha e leviana como esta, e tem muito dinheiro para gastar com este tipo de serviço! Isso não vai parar! O mais curioso de tudo é a possibilidade destes atos exprimirem o êxito dos aplausos da massa evangélica, e chegar ao número exato de homens de porta de igreja que incorporam a sugestão da cultura da paz, sem dar conta de tudo isso: são cordeirinhos levados para o matadouro, para serem abatidos como idiotas úteis!

Precisamos lutar! E a forma de lutarmos é o manifesto canônico e a separação total ! Demonstrando a natureza antisistêmica e antiinstitucional, cujo crença indestrutível reside exclusivamente nos fundamentos da fé em Jesus Cristo! Falem a verdade de Cristo, ou se unam a Eles!

Maranata Jesus está voltando!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s